Marinha confirma resgate de todos os presos em caverna da Tailândia
Resgate começou no domingo
Brasil e Mundo| Por Agência EFE 10/07/2018 09:25 - Atualizado em 10/07/2018 14:49

As equipes de resgate conseguiram resgatar nesta terça-feira os últimos quatro meninos e o treinador presos em uma caverna do norte da Tailândia há mais de duas semanas, informou a Marinha tailandesa.

Os 12 meninos e o treinador de futebol dos mesmos estão salvos, apontou a Marinha em mensagem publicada no Facebook.

Os resgatados saíram de maneira escalonada. O primeiro deixou a caverna às 16h12 local (6h12, em Brasília), o segundo saiu à 16h33 (6h33, em Brasília) e o terceiro deixou o local às 17h13 (7h13, em Brasília), segundo o jornal tailandês "KhaoSod".

Os novos libertados se somam aos oito meninos resgatados no domingo e na segunda-feira e que permanecem internados no hospital provincial de Chiang Rai, onde não foram detectados graves problemas de saúde após uma avaliação médica.

O contingente internacional de mergulhadores resgatistas voltou a entrar na caverna nesta manhã às 10h09 local (0h09, em Brasília) com o objetivo de retornar com as cinco pessoas que seguiam no interior da caverna, a cerca de quatro quilômetros da entrada, disse Narongsak Ossottanakorn, porta-voz da operação.

Os mergulhadores, junto às pessoas presas a quatro quilômetros da entrada, tinham que superar um labirinto de galerias parcialmente inundadas e com desníveis e visibilidade nula.

Os garotos, muitos dos quais não sabem nadar, começaram a ter aulas de mergulho no início do mês.

Cada um deles era acompanhado de dois profissionais, um diante e outro por trás, que levam o tanque de ar que lhes permite respirar.

O menino usa uma máscara que cobre o rosto e que lhe permite estar em contato direto com os mergulhadores, que vão indicando o que fazer.

O grupo segue uma guia, mas uma parte importante do trajeto é debaixo da água, e fazem um intervalo no acampamento B, situado a cerca de 2,5 quilômetros da entrada.

As precipitações são uma das principais preocupações das autoridades porque a água filtrada pelo monte pode voltar a inundar as galerias e anular a drenagem efetuada.

Equipes militares estão no exterior da montanha com a tarefa de bloquear a entrada de água para os túneis subterrâneos.

Os 13 - 12 estudantes de entre 11 e 16 anos e o treinador de 26 - se internaram nas galerias em 23 de junho após finalizar um treino de futebol quando uma súbita tempestade começou a inundar a cavidade e fechou a saída.

Mais Notícias de Brasil e Mundo
21/07/2018 18:03 INSS convoca 178 mil segurados para perícia
21/07/2018 15:59 Saiba quais os temas mais debatidos pelos brasileiros no Facebook
21/07/2018 15:20 Lagarde abre G20 e diz que Argentina é capaz de cumprir metas
21/07/2018 09:57 Mais de 70% dos pequenos empresários usam redes sociais e aplicativos
WhatsApp e Facebook são as ferramentas mais utilizadas nos negócios
21/07/2018 09:55 Whatsapp limita encaminhamento de mensagens para combater fake news
Com a limitação, uma mensagem poderá ser enviada a apenas 20 conversas