Baleia Azul: Polícia apreende computadores em Sergipe
Cotidiano 18/07/2017 12:11 - Atualizado em 18/07/2017 12:53

Por Fernanda Araujo

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Aracaju (SE) pelas equipes da Delegacia Especial de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) e Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter) de Sergipe, para combater uma associação criminosa envolvida com o jogo conhecido como “Baleia Azul” - corrente que tenta induzir virtualmente os seus participantes ao suicídio através de 50 desafios.

Segundo o delegado Alessandro Vieira, da Polinter, a ação foi realizada nos bairros Jabotiana e Luzia, nos endereços de duas pessoas, um homem e uma mulher, que vinham sendo investigados por envolvimento com essa modalidade criminosa. O casal seria preso na capital, mas só foi localizado no estado de São Paulo e encaminhado à delegacia de polícia local.

Nas residências, foram apreendidos vários equipamentos de informática.

Ainda de acordo com o delegado, o inquérito será conduzido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, onde a ação foi deflagrada. “Nesse momento, tudo é encaminhado para o Rio de Janeiro. Depois da análise dos equipamentos, é provável a instauração de inquérito policial em Sergipe”.

A operação, chamada Aquarius, foi deflagrada na manhã desta terça-feira (18), pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática da Polícia Civil fluminense. Ao todo, a ação visa dar cumprimento a 24 mandados de busca e apreensão nos estados do Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Apenas um mandado de prisão foi cumprido no Rio de Janeiro; o homem de 23 anos foi preso e confessou ter cooptado cerca de 30 vítimas para o jogo.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Alexandre Abrahão, da 1ª Vara Criminal, e o objetivo é identificar e prender supostos "curadores" do jogo, que chegou a causar ferimentos em vítimas no Rio e tem ligação suspeita com casos no Mato Grosso e na Paraíba. Para não saírem do jogo as vítimas e seus familiares são ameaçados por essas pessoas. Foram encontradas 15 vítimas, todas com ferimentos e em estado de depressão. Nenhum caso de suicídio foi registrado.

O jogo Baleia Azul é praticado em comunidades fechadas de redes sociais como Facebook e Whatsapp e instiga os participantes, em maioria adolescentes, a cumprirem 50 tarefas, sendo que a última delas é o suicídio.

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Com informações Agência Brasil e SSP/SE

Mais Notícias de Cotidiano
19/07/2019 19:34 MP denuncia homem acusado de matar esposa a marretadas em Aracaju
Projeto do Ministério Público contra violência doméstica leva nome da jovem
19/07/2019 19:00 Cuidados com doenças durante a frente fria devem ser redobrados
Doenças como rinite e asma tendem a ser agravadas
19/07/2019 18:30 MPE defende exploração de matadouros pela iniciativa privada
Casos de Lagarto e Itabaiana são mais próximos de um desfecho positivo
19/07/2019 17:16 Governo e Infraero elaboram estratégias para ampliação de voos em Aracaju
Ação tem como objetivo aumentar o fluxo de voos no aeroporto sergipano
19/07/2019 16:07 Inscrições para Curso de Reciclagem do Detran/SE estão abertas
Devem ser realizadas na Escola Pública de Trânsito, na sede da autarquia