Casa das Bonequeiras: costurando a história de São Cristóvão
Entretenimento 13/01/2018 07:13 - Atualizado em 12/01/2018 17:19

Localizada bem no início da praça da Matriz, Centro Histórico de São Cristóvão, anexa à Fundação de Cultura e Turismo João Bebe Água (Fundact), a Casa das Bonequeiras reúne hoje obras de quinze artesãs que tecem e imortalizam a história do povo sancristovense, através de bordados e bonecas de pano em exposição permanente, oferecendo aos visitantes a oportunidade de levar um pouco da riqueza cultural e histórica da quarta cidade mais antiga do país pra casa.

Criada inicialmente no ano de 2001, como uma oficina de bonecas de pano pela agente cultural Maria Glória Santos e posteriormente recebendo o respaldo da professora Aglaé Fontes, o projeto só viria a ganhar forma no ano de 2011, com o curso de bonecas temáticas. “A ideia era que os brincantes dos grupos folclóricos reproduzissem nas bonecas, os trajes de cada manifestação cultural da qual faziam parte, e a partir daí as comercializassem nas apresentações, sendo uma forma de manter economicamente os grupos. O projeto não foi mantido pelos brincantes, mas as artesãs viram nessa ideia a oportunidade de divulgar o trabalho e a partir daí foi que a Casa das Bonequeiras nasceu,” contou Glória.

Maria da Glória destacou ainda a importância do projeto para a manutenção de uma cultura de ludicidade entre as crianças. “A boneca de pano é o lúdico, é o trazer de volta a interação nas brincadeiras entre as crianças, coisa que vem se perdendo com o advento das tecnologias. O curso surgiu a partir da busca desse resgate, dessa essência da produção artesanal e cultural tão importante”, pontuou.

Ser Bonequeira

“O diferencial das nossas bonecas é que elas representam a cultura da cidade de São Cristóvão, através das nossas manifestações culturais como o Reisado e de figuras importantes como Mestre Jorge, e João Bebe-Água. Além das bonecas, a casa abriga vários tipos de artesanato com técnicas diferentes, como é o caso das bonecas confeccionadas com a bucha vegetal. Temos também peças de bordado e de crochê”, ressaltou Maria Santos Reis, mais conhecida como Tatá Bonequeira.

Tatá destacou o trabalho de publicidade que está sendo realizado pela Fundact. “Neste primeiro ano da nova gestão, sentimos muita diferença no trabalho de divulgação e incentivo. A Fundação de Cultura tem mostrado o nosso trabalho para todo o estado, levando panfletos e informações para hotéis e turistas, isso é muito importante para a continuação e o fortalecimento do trabalho que realizamos”, disse.

Em 2017, as bonecas sancristovenses ganharam uma exposição para se amostrarem enquanto peças de arte. Passeando pelas danças folclóricas e aportando no cotidiano, as bonecas e bonecos apresentados ao público contavam muito mais do que as imagens de bonecas de pano artesanais, mostravam em si a continuidade de uma arte secular através da costura que criar mundos. Intitulada "Feitas de Panos", a exposição fez a ponte entre essa arte lúdica e o mundo das artesãs que vivem da fabricação das peças. “Esta foi uma mostra de valorização de artistas populares. Unimos o artesanato das bonequeiras aos grupos folclóricas, representados aqui pelas indumentárias das bonecas”, explicou a diretora do Museu de Arte Sacra (local que abrigou a exposição), Sayonara Viana.

As bonecas de pano de São Cristóvão também viajaram para o exterior, através da exposição “Panós”, que foi exibida na cidade de Gmünd in Kärnten, Áustria, retratando também essa mistura do folclore e da dança através das peças costuradas.

Turismo

A turista paulista, Edna Luíza Rodrigues Matos se surpreendeu com as peças da Casa das Bonequeiras e ressaltou o ineditismo que foi encontrar bonecas feitas com bucha vegetal. “Adoro artesanato de um modo geral, mas essas bonecas de pano me chamaram muito atenção tanto pela beleza quanto pelo diferencial do trabalho. Não conhecia, por exemplo, a técnica de trabalhar com bucha vegetal. Além disso, é muito legal como elas utilizam se utilizam das bonecas para contar a história da cidade e as manifestações culturais”, pontuou.

A Casa das Bonequeiras é aberta de segunda a sábado das 10h às 17h.

 

Fonte: Secom São Cristóvão
Foto: Danielle Pereira.

Mais Notícias de Entretenimento
22/06/2018 15:03 Estudante da UFS lança revista sobre festejos juninos
22/06/2018 09:45 Peppa Pig ganha parque em shopping de Aracaju
22/06/2018 09:18 CDL e FCDL lançam 'Arraiá do Comércio' em Aracaju
21/06/2018 15:55 Centro de Artesanato da Orlinha do bairro Industrial é reinaugurado
Reforma custou mais de R$ 100 mil
18/06/2018 13:45 Galeria do Sesc recebe exposição sobre o Cangaço