Corredor Cultural Irmão celebra Festejos Juninos em exposição
Mostra traz como tema “Bodegas: Memórias de Aracaju e o Ciclo Junino”
No País do Forró 12/06/2018 18:31

Sob um céu de bandeirinhas e ao som do Grupo Vocal Vivace, foi lançada a exposição ““Bodegas: Memórias de Aracaju e o Ciclo Junino”. A mostra, promovida pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), ocupará as galerias do Corredor Cultural Wellington dos Santos, ‘Irmão’, durante todo o mês.

O secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, abriu a exposição falando sobre a importância dos artistas que fazem os festejos. “É um prazer imenso estar aqui para o lançamento de mais um Corredor Cultural. Fico muito feliz em ver esse espaço tão prestigiado por artistas e personalidades que fazem parte da cultura sergipana. Agradeço aos presentes e, em nome do Governo do Estado, desejo um feliz São João para todos nós”, ressaltou.

Com diversificados estilos dentro de uma mesma temática, a exposição relembra a importância que as quase extintas bodegas exerciam na vida dos aracajuanos, sem deixar de lado o ciclo junino, ressaltando que esses tradicionais estabelecimentos comerciais eram, na sua maioria, responsáveis pela venda de produtos inerentes aos festejos, o que certamente, colaboravam efetivamente na firmeza e manutenção das tradições.

Na ocasião, as homenagens giraram em torno de empresários e comerciantes que ao longo do tempo vêm prestando relevantes serviços para o desenvolvimento das atividades comerciais em nosso estado, assim como as quadrilhas juninas ‘Século XX’, ‘Unidos de Asa Branca’ e ‘Pioneiros da Roça’, ambas detentoras de inúmeras vitórias nos concursos realizados dentro e fora de Sergipe, oportunidade em que tanto as personalidades como também os líderes das agremiações, foram agraciados com um certificado de menção honrosa diante dos serviços prestados em prol da arte.

De acordo com a coordenadora do Corredor, Eliana Borges, o objetivo do espaço cultural é sempre divulgar a arte e os artistas sergipanos em três modalidades: pintura, escultura e fotografia. “O sucesso do corredor depende de uma série de fatores. É um trabalho de equipe, que tem um afinamento, cujo propósito principal é valorizar o trabalho dos artistas, que sempre nos prestigiam com sua participação devido à credibilidade conquistada por esse espaço no decorrer dos anos”, destacou.

A mostra fica aberta ao público até o dia 08 de julho. O Corredor Cultural Wellington dos Santos, ‘Irmão’, está situado na Rua Vila Cristina, 1051. Bairro 13 de Julho – Aracaju/SE.

 

Fonte: Secult

Mais Notícias de No País do Forró
24/06/2018 15:59 Huse atende 18 vítimas de queimaduras na véspera do São João
24/06/2018 13:56 Quando o chamego passa dos limites: saiba como lidar com o assédio
Mulheres reforçam importância do combate à violência de gênero no período junino
24/06/2018 13:11 Confira a galeria com fotos do segundo dia de Forró Caju
24/06/2018 13:01 Joelma e Alceu Valença são atrações da terceira noite de Forró Caju
24/06/2018 00:42 Em Aracaju, Michel Teló mistura o sertanejo ao forró sergipano
Pela primeira vez no Forró Caju, o cantor valoriza a cultura nordestina