Orla Sul Aracaju: ISTO É SEU | Clarisse de Almeida | F5 News - Sergipe Atualizado

Orla Sul Aracaju: ISTO É SEU
Egoístas não se constrangem em destruir e em roubar o que é de todos
Blogs e Colunas | Clarisse de Almeida 05/06/2021 15h30

E finalmente foi inaugurado o primeiro trecho da Orla Sul de Aracaju e, enquanto vai se rompendo o cordão umbilical entre arquitetos e obra, vão se criando os laços dos usuários com o novo espaço, ao tempo em que se transforma em Lugar. Exatamente isso. Definimos lugar como o espaço com o qual há envolvimentos emocionais, memórias, pertencimento, ou seja, com o qual nos relacionamos.

Alí, naquele trecho, muitos já correm, caminham, se exercitam, namoram, brincam. As passarelas já cumprem seu papel e aproximam as pessoas do mar; para ouvi-lo, contemplá-lo, ou apenas sentir seu cheiro.

Porém, junto com os que entendem que aquele lugar é seu, vêm aqueles com uma maldade arraigada, tal como doença incurável, apenas para roubar e destruir. Egoístas que são, não se constrangem em quebrar os equipamentos públicos ofertados a todos, ou em roubar as mudas de árvores recém-plantadas para geração de sombra e deleite visual tão necessários.

Dói demais. Quem suporta sem sofrer ver seu recém-nascido torturado, mutilado? Perde a importância aquele detalhe que não foi executado conforme o projeto; esquecemos rápido o que mudaram à nossa revelia; perdoamos o que não corresponde a nossas expectativas. Toda nossa energia se concentra em desejar profundamente que cessem as depredações, que não se percam a identidade e integridade da obra.

Até quando se confundirá o que é público com o que não é de ninguém, quando na verdade é de todos?

Vivemos mesmo num país permissivo. O cidadão não tem nenhum dever, ou pelo menos nada o obriga a quase nada. Perdemos a cada dia que passa a civilidade, a ética, a urbanidade. Não se ensina respeito, não há limites nem temor. A impunidade promove a desobediência civil. Nossas cidades são agredidas constantemente, seja na infração das regras de trânsito, na construção irregular, na invasão de praças, no lançar de esgoto nas sarjetas, na ocupação de calçadas, e por aí vai...

A educação ambiental precisa fazer parte dos currículos do ensino básico. Se continuamos assim, o investimento que deveria beneficiar a comunidade se transforma em desperdício e frustração.

Pela preservação do bem público!!!

Mais Notícias de Clarisse de Almeida
Feliz Aniversário, Aracaju!!!
16/03/2021  12h20 Feliz Aniversário, Aracaju!!!
A QUARENTENA QUE NUNCA EXISTIU
31/08/2020  12h46 A QUARENTENA QUE NUNCA EXISTIU
Perspectiva do Trecho I do Projeto Fonte: A autora, 2019
10/04/2020  12h53 ORLA SUL II - Nova orla a caminho!
ORLA SUL I – Uma obra de todos nós
20/03/2020  13h32 ORLA SUL I – Uma obra de todos nós
18/12/2019  19h47

Bora esperar o que dificilmente vingará


Blogs e Colunas
Clarisse de Almeida
Clarisse de Almeida

Arquiteta e Urbanista pela FAUSS/RJ, especialista em Tecnologia Educacional pela UERJ e em Paisagismo pela UFLA/MG. Atua com ênfase em Desenho Urbano e Projetos de Edificação e Paisagismo. Leciona no curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIT. Possui trabalhos reconhecidos nacionalmente e tem sido palestrante em variados eventos. É membro da equipe da Ágora Arquitetos.

E-mail: arqclarissedealmeida@gmail.com

O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.