Limpeza e hidratação das orelhas auxiliam a prevenção da otite em pets
A doença é provocada por diversos fatores e é frequente em cães e gatos
Blogs e Colunas | Coluna de Estimação 30/11/2019 07h25

Frequente em cães e gatos, a otite é uma enfermidade caracterizada pela inflamação das orelhas. 

“Trata-se de uma doença provocada por diferentes fatores, como dermatopatias, doenças endócrinas e imunomediadas, conformação das orelhas (orelhas pendulares e com pele muito pregueada), excesso de produção de cera, falta de limpeza, dentre outras, favorecendo a infecção por bactérias, fungos e ácaros e provocando intenso incômodo e dor aos animais, o que interfere diretamente na qualidade de vida”, explica Jaime Dias, médico veterinário e coordenador técnico da área de animais de companhia da Vetoquinol.

O tutor deve estar atento aos sintomas. Cães e gatos com otite podem balançar a cabeça com frequência e/ou a mantém inclinada para um dos lados. Há coceira excessiva (prurido), a pele pode ficar avermelhada, apresentam dor quando o animal coça ou ao toque, presença de secreção ou excesso de cera no conduto auditivo, que vem acompanhada de mau cheiro.

A otite tem tratamento, mas o ideal é preveni-la, evitando que o animal sofra seus efeitos. “O mais simples é também o mais importante; o tutor deve manter as orelhas do pet limpas, hidratadas e com o pH equilibrado. Ao manter a higiene do local, as chances dessa doença aparecer, são menores”.

Ocorrendo a otite, o tratamento pode incluir limpeza das orelhas, lavagens, medicamentos e em alguns casos, procedimentos cirúrgicos, a depender do diagnóstico do paciente. “Apenas um médico veterinário está apto a realizar este diagnóstico. Portanto, em caso de suspeita, o tutor deve procurar um profissional”, sugere Jaime Dias. 

Solução em limpeza: A Vetoquinol acaba de lançar no Brasil uma solução que auxilia na limpeza das orelhas e prevenção das otites. Trata-se de Sonotix, que promove a limpeza de forma rápida e profunda, reequilibrando o pH, hidratando a pele e, desta forma, contribuindo para a manutenção da saúde das orelhas, auxiliando a prevenção dessa doença. Além de remover o cerúmen de modo rápido, neutraliza o odor, devido à fragrância de limão.

A solução pode ser utilizada na limpeza de rotina para manter a saúde das orelhas ou quando o animal já estiver acometido por otite, pois prepara a pele da orelha para a utilização do tratamento recomendado pelo médico veterinário. 

“Sonotix também pode ser utilizado após a recuperação do animal, evitando o reaparecimento da otite. Outra recomendação é a utilização após o banho ou após a realização de exercícios em água”, orienta Jaime Dias. “Sonotix limpa em média até 60 orelhas e já está disponível nos pet shops”, finaliza o especialista da Vetoquinol.

Sobre a Vetoquinol – Entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Grupo independente, projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos, destinados à produção animal (bovinos e suínos), a animais de companhia (cães e gatos) e a equinos. Desde sua fundação, em 1933, a Vetoquinol combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de produtos associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a Clarion Biociências, ocorrida em Abril/2019. A Vetoquinol gera 2.132 empregos e está listada na Euronext Paris desde 2006 (símbolo: VETO). Site: www.vetoquinol.com.br  

Fonte: Assessoria de Imprensa da Vetoquinol

Mais Notícias de Coluna de Estimação
Foto: divulgação/reprodução
27/11/2019  11h38 Ong Anjos realiza show beneficente para a causa animal
15/11/2019  12h29

Tratar da pelagem do pet evita surgimento de nós e de doenças de pele

05/11/2019  13h47

Limpeza dos dentes dos pets pode evitar o surgimento de doenças

03/10/2019  15h14

Câncer de mama também pode atingir os pets; saiba como prevenir a doença

27/09/2019  16h52

Kitty Lima e Ong Anjos levam campanha de bem-estar animal a Lagarto


Blogs e Colunas
Coluna de Estimação
Coluna de Estimação

Fernanda Araújo é formada em Comunicação Social – Jornalismo pela UNIT, pós-graduada em MBA Marketing, Assessoria e Comunicação Integrada pela FANESE. Já trabalhou como assessora de comunicação em sindicato de classe, e atualmente, é repórter no Portal F5 News. Premiada em primeiro lugar no Prêmio João Ribeiro de Divulgação Científica da Fapitec, na categoria web jornalismo, em 2018.

E-mail: fernandaaraujo.jornalismo@gmail.com

O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.