Malta: história, praia e intercâmbio
Blogs e Colunas | Passos Pelo Mundo 30/08/2020 08h00 - Atualizado em 04/09/2020 23h35

Avistar a capital Valetta do outro lado da baía é algo inesquecível. É uma vista de uma cidade imponente de arquitetura barroca no meio do mar azul do Mediterrâneo. A travessia de Sliema para Valetta pode ser feita de ferry boat, ou fazendo a volta de ônibus ou carro.

Chegando em Valetta, ela se revela uma cidade de ruelas escondidas e 300 monumentos históricos (a maior concentração da Europa em uma pequena área), lindas vistas e suas características varandas coloridas que se destacam na arquitetura cor de terra. 

A capital maltesa foi cuidadosamente planejada e construída no século XVI pelos cavaleiros de São João, um grupamento militar católico que participou das cruzadas e que usava o famoso símbolo da Cruz de Malta. O objetivo principal da sua construção foi a posição estratégica no Mediterrâneo, a meio caminho entre a Europa e o mundo árabe. Cercada de muros para defender a ilha e o acesso a Roma dos ataques externos pelo mar. Hoje os navios que chegam em Valeta são os Cruzeiros que cortam o Mediterrâneo.

A catedral de Malta é exuberante por fora, e se destaca na silhueta da cidade quando a avistamos de Sliema. Mas é a Co-Catedral de São João que merece uma visita mais detalhada.  Construída em 1577, também pelos cavaleiros, é exuberante e abriga uma das obras mais reconhecidas internacionalmente do Caravaggio: "A decapitação de São João Batista" (1608). A pintura, localizada no oratório, é a maior obra de arte de Caravaggio e a única a ter sua assinatura. Lembrando que as visitas não são permitidas nos domingos e nos horários de missa. Vale reservar ao menos duas horas para fazer uma visita guiada com audioguias.

Intercâmbio

Resolvi ir a Malta para estudar inglês. Como minhas férias foram no auge do inverno europeu, a escolha da ilha se deu principalmente por causa do clima mais ameno e por também já ter feito intercâmbio na Inglaterra no passado. Além disso, a ilha apresenta uma qualidade muito boa para intercambistas: o preço é bem menor do que no Reino Unido! Para quem for em outra época do ano, pode ainda aproveitar a dupla sol e mar no belíssimo mediterrâneo.

A cultura maltesa é influenciada por povos árabes, franceses, italianos e ingleses. A culinária é resultado dessa mistura. Os pratos principais são o coelho, massas e claro, frutos do mar, base da alimentação Mediterrânea. Dos ingleses, temos a herança da mão inglesa e um dos seus idiomas oficiais. O outro é maltês, uma língua com forte influência árabe. Os mais velhos costumam conversar em italiano.

Outras cidades

Mas Malta não se resume só a Valeta. Sliema concentra o centro comercial da ilha, em Saint Julian's encontramos a maioria das escolas de inglês e a vida noturna. Já as Três Cidades Vittoriosa, Senglea e Cospicua que avistamos de Valetta, se orgulham de ser uma espécie de berço da história maltesa. A região foi o primeiro lar dos Cavaleiros de São João e, por isso, os palácios, igrejas e fortalezas das Três Cidades são bem mais antigos do que os de Valletta.

 Mdina é uma cidade árabe, mas curiosamente com uma igreja católica na sua praça central, foi capital de Malta antes da construção de Valetta. Como é cercada de muros e no alto, sua imponência e beleza impressionam antes mesmo de você entrar por seus muros. É como se tivesse voltado à Idade Média. Não é a toa que foi cenário da série Games of Thrones.

Também visitamos Rabat, uma cidade ao lado onde moravam os funcionários dos aristocratas da Mdina, mas que é conhecida também por ter uma gruta onde São Paulo viveu por três meses depois que seu navio naufragou em Malta quando ele estava viajando rumo a Roma.

Marsaxlokk é uma linda vila de pescadores com uma baía com barcos coloridos no sul de Malta. Aos domingo Marsaxlokk é o destino predileto de malteses e turistas com mercado de peixes e produtos típicos e passeios de barco para áreas paradisíacas.

Com todas esses belíssimas paisagens, Malta não foi apenas cenário de Games Of Thrones. Uma grandiosa encosta com vista para o mar virou cenário do filme Popeye, com Robin Williams. O local é hoje um parque temático, especial para crianças, mas os adultos gostam mesmo de ver a cidade cenográfica de cima, de preferência curtindo um por do sol.

Passei três semanas em Malta. Estudei na escola EC Malta, que me atraiu por ter turmas para alunos com mais de 30 anos. Fiquei hospedada em uma praia a 300 metros da escola em Saint Julian's e aproveitava os horários de folga das aulas e os fins de semana para fazer passeios.

Cheguei em Malta de Vueling, partindo de Barcelona e deixe a ilha de Ryanair para meu destino seguinte Nuremberg, duas empresas low coast que tem um excelente custo-benefício. Muita gente gosta de combinar o roteiro Malta com sua ilha gêmea, a Sicília, na Itália. Eu preferi me concentrar em Malta e fiz uma jornada por outros países, inclusive a Itália, antes e depois de desembarcar na ilha.

 

Mais Notícias de Passos Pelo Mundo
Café da manhã típico no Terraço do Riad
25/10/2020  08h00 Um passeio pela cultura marroquina
O mar das Ilhas Cayman tem uma cor indescritível
18/10/2020  09h00 Cruzeiro pelo Caribe sul e turismo na Cidade do Panamá
O castelo da Cinderela fica no final da Rota Romântica nos Alpes alemães
11/10/2020  08h00 Baviera: Rota Romântica e história do Nazismo
Miami Beach e o seu lindo mar do Caribe
04/10/2020  08h00 Miami no inverno vale a pena?
Aix en Provence é conhecida como a “cidade das mil fontes”
27/09/2020  08h00 Provence, uma viagem dos sonhos

Blogs e Colunas
Passos Pelo Mundo
Passos Pelo Mundo

Carla Passos é Jornalista, especializada em Turismo e apaixonada por história, flores, textos e coisas inspiradoras. Adora sol, mar, fotografia, doce da padaria, dançar, e sonhar… Na infância, ainda morando em Salvador, meu principal hobbie era ir ao aeroporto ver os aviões partirem. Eu sempre dizia que um dia eu estaria dentro daqueles aviões. Antes de completar 15 anos, eu dizia aos meus pais: não quero festa, quero viajar de avião para o Rio de Janeiro. Foi minha primeira viagem de avião! Trabalhei anos com essa editoria, mas atualmente estou na editoria de política, minha segunda paixão. Assim o turismo virou um hobbie. E de lá pra cá já conheci quase todos os estados do Brasil e 25 países.

Instagram: @passospelomundo_

E-mail: carla.jornalista@hotmail.com

O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.