Centenário da União Geográfica Internacional | Saumíneo Nascimento | F5 News - Sergipe Atualizado

Centenário da União Geográfica Internacional
Conferência extraordinária reunirá geógrafos de todos os continentes
Blogs e Colunas | Saumíneo Nascimento 17/09/2021 16h27 - Atualizado em 17/09/2021 17h03

A União Geográfica Internacional (UGI) completará 100 anos em 2022. Para celebrar esta criação, a evolução da disciplina no século passado e seu significado contemporâneo e futuro, o Comitê Francês de Geografia (CNFG) está organizando uma conferência extraordinária, reunindo geógrafos de todos os continentes. O Paris 2022 UGI Centennial Congress acontecerá entre 18 de julho e 22 de julho de 2022 . O evento será organizado em locais que representam o coração vivo da geografia na cidade: Sorbonne, Institut de Géographie, Société de Géographie.

Cabe registrar que a União Geográfica Internacional (IGU) é uma organização profissional internacional não governamental dedicada ao desenvolvimento da disciplina de Geografia. Os objetivos da IGU são principalmente para promover a Geografia através do início e coordenação de pesquisas geográficas e ensino em todos os países do mundo. Seu trabalho é conduzido por meio dos instrumentos de seus Comitês, Comissões e Grupos de Trabalho Nacionais.

De acordo com a UGI, a geografia contemporânea conseguiu emprestar várias características das diferentes ciências sociais e naturais para modernizar suas abordagens, embora permanecendo uma ciência do espaço. Isso tem levado ao surgimento de trabalhos em diversos campos, que estão fornecendo elementos-chave para a compreensão da complexidade e das incertezas do nosso mundo e suas evoluções em diferentes escalas.

A visão da UGI é a de que estando nas interfaces entre planejamento urbano, meio ambiente, sociologia, estudos de risco, geomática e muitos outros campos, os geógrafos elaboraram ferramentas para ler e organizar os espaços e articulá-los com as transformações das sociedades. Com isso, a geografia contemporânea está acompanhando as sociedades na análise e projeção dos desenvolvimentos futuros de nossos espaços.

De acordo com o comitê de organização do evento, a celebração deste aniversário da UGI em Paris, tem um significado, pois é uma cidade mundial, um lar de cultura, educação e ciência, Paris sediará este congresso centenário em sua universidade de maior prestígio, a Sorbonne, oferecendo assim um evento excepcional e muitas oportunidades para geógrafos de todo o mundo.

O 2022 Paris IGU International Congress é uma ocasião para reunir talentos científicos de todo o mundo e para cultivar ainda mais o diálogo entre geografias e sociedades. Discursos principais, apresentações científicas, bem como vários encontros sociais organizados durante o Congresso, darão corpo a esses debates de alto nível.

As expectativas dos organizadores são de que ocorram muitos diálogos entre a geografia e a sociedade e reafirme o significado da abordagem geográfica para o nosso tempo.

A organização deste importante evento científico internacional será do Comitê Nacional Francês de Geografia, que resgatou alguns conceitos importantes da geografia que reproduzirei adiante.

A geografia, é uma ciência em ação, tem uma rica história por trás e uma importância renovada para a sociedade presente e futura. Assim, a realização deste congresso centenário será uma oportunidade de discussão das principais tendências na evolução da disciplina geográfica e as diferentes perspectivas que se abrem: na cooperação internacional e interdisciplinar entre investigadores, o seu papel na compreensão e melhoria do mundo, o seu lugar nas ciências sociais e naturais, mas também na sua relevância para os decisores e na formação de jovens e cidadãos de todo o mundo.

É importante destacar também que na visão dos organizadores do evento, os tempos da geografia estão se acelerando com as mudanças mundiais, como a globalização, os avanços nas tecnologias de transporte e comunicação internacionais e o aumento das restrições e desastres ambientais globais.  Por isso que uma conferência desse tipo é uma oportunidade de refletir sobre o passado, de se reunir com cientistas de várias origens e de discutir várias abordagens da geografia.

Todos os campos da geografia encontrarão temas para debate, tanto teórica quanto metodologicamente: 

Em geomorfologia (longo tempo dos continentes, curto tempo de terremotos e deslizamentos, patrimônio geomorfológico); em climatologia (mudanças climáticas globais e variabilidade, extremos meteorológicos, variações temporais na precipitação, ciclos do El Niño); na hidrologia (cheias repentinas, cheias lentas, ritmos ...); na geografia dos riscos (prevenção, reatividade, gestão de emergências, resiliência física e humana); em demografia e geografia das populações (transição demográfica, crescimento populacional e migração); na geografia dos transportes (tempo de viagem, tempo de intermodalidade e tempo de interconexão); geografia política (estabilidade ou evolução de fronteiras, reconfigurações geopolíticas); na geografia histórica (a longa história da geografia, eventos); na Geografia urbana (transição urbana, renovação urbana, planejamento); na Geografia Social (dinâmicas espaço-temporais de exclusão, gênero e ritmos de vida, percepções e experiências do espaço em diferentes idades da vida); na  Geografia cultural (patrimônio, lugares do efêmero e dos acontecimentos, geografia da noite) e diversos outras temas geográficos.

E viva a geografia!

Mais Notícias de Saumíneo Nascimento
04/06/2021  19h32

Segurança Alimentar

07/11/2020  06h00

A importância do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (ETENE)

18/07/2020  08h15

Banco do Nordeste do Brasil – 68 anos de Desenvolvimento Regional

21/03/2020  15h48

Impactos Econômicos do COVID-19

10/11/2019  11h57

A Dívida Mundial