Cinco projetos sustam novo registro eletrônico de ponto | F5 News - Sergipe Atualizado

Cinco projetos sustam novo registro eletrônico de ponto
Brasil e Mundo 15/05/2012 22h28


 

Cinco propostas em tramitação na Câmara sustam a portaria do Ministério do Trabalho que criou o Sistema de Registro de Ponto Eletrônico (SRPE). O novo sistema, em vigor desde 2 de abril, é válido para empresas com mais de dez empregados que usam equipamento eletrônico para o registro da jornada de trabalho nas áreas da indústria, comércio e serviços.

Segundo os autores dos projetos, a medida é ilegal e inconstitucional por extrapolar o poder do Executivo de regular. A portaria cria obrigações e direitos relacionados ao ponto eletrônico, que, segundo os deputados, que deveriam ser estabelecidos por lei. Além disso, eles criticam os gastos para implantação do novo sistema.

A proposta mais antiga é o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 2839/10, do ex-deputado Arnaldo Madeira, que foi aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público e está na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania desde agosto de 2011 e tem parecer favorável do relator, deputado Fábio Ramalho (PV-MG). As demais propostas tramitam apensadas a essa.

Prós e contras

Para o deputado Laercio Oliveira (PR-SE), a alegação do ministério, de que há empresários retirando horas extras dos trabalhadores, não justifica a adoção da medida. “Para empresários ruins, há as auditorias fiscais do ministério e a Justiça. Além disso, existem os sindicatos, extremamente habilitados para fazer a defesa dos trabalhadores”, afirmou o parlamentar, que é vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Na opinião do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), as reclamações sobre a adoção do novo ponto eletrônico vêm, principalmente, de empresários que fraudam a contabilização de horas extras. “Tem muita gente chiando porque roubam os trabalhadores na hora de fazer as contas de quem fez hora extra e que não fez”, disse.

As exigências da portaria são necessárias, segundo o deputado, mas é preciso manter a possibilidade de acordos trabalhistas entre sindicatos patronais e de trabalhadores estabelecerem sistemas alternativos para controle de jornada. O Ministério do Trabalho previu essa alternativa depois de pedidos feitos pelas centrais sindicais, trabalhadores e empresas.

O relator do PDC 2839/10 na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, deputado Fábio Ramalho (PV-MG), afirma que a medida do Ministério do Trabalho está levando as empresas brasileiras para a ilegalidade. “O que há hoje não soluciona a questão. Não é bom nem para o empregado e nem para o empregador”, afirmou. Depois da votação na comissão, a proposta ainda será analisada pelo Plenário.

Para o deputado Assis Melo (PCdoB-RS), o novo ponto eletrônico dá condições ao trabalhador de provar sua jornada de trabalho. Ele apresentou voto em separado na Comissão de Trabalhado, Administração e Serviço Público contra o PDC 2839/10, que susta a portaria do ministério. “No setor do comércio, os trabalhadores têm dificuldade para provar a carga horária. E o ponto eletrônico possibilita o trabalhador fiscalizar e garantir seu direito.”

Fonte: Agência Câmara

Mais Notícias de Brasil e Mundo
Enxaqueca tem controle e requer tratamento médico, alerta neurologista
23/05/2022  08h30 Enxaqueca tem controle e requer tratamento médico, alerta neurologista
"Não é uma doencinha qualquer", diz especialista Leandro Calia
Rede Social/Reprodução
20/05/2022  18h25 Presidente Bolsonaro se encontra com empresário Elon Musk em São Paulo
Um dos temas foi viabilizar internet para 19 mil escolas pelos satélites Starlink
Projeto Astrominas tem inscrições abertas até o dia 29 próximo
20/05/2022  08h18 Projeto Astrominas tem inscrições abertas até o dia 29 próximo
Serão oferecidas 400 vagas para garotas de 14 a 17 anos
Fonte não identificada
18/05/2022  15h47 Filha de Lampião e Maria Bonita processa rede de motéis em Sergipe
Peça publicitária utilizava trocadilho com o nome do casal mais famoso do cangaço
Veja identidade das vítimas de ataque em supermercado nos EUA
16/05/2022  16h15 Veja identidade das vítimas de ataque em supermercado nos EUA
A mãe de uma delas soube da morte da filha por meio de um vídeo nas redes sociais