Lei de Acesso à Informação entra em vigor | F5 News - Sergipe Atualizado

Lei de Acesso à Informação entra em vigor
Brasil e Mundo 16/05/2012 10h08


A Lei de Acesso à Informação entra em vigor hoje (16) com o objetivo de garantir aos cidadãos brasileiros acesso aos dados oficiais do Executivo, Legislativo e Judiciário. Cada órgão público terá um Serviço de Informação ao Cidadão (SIC) para garantir a transparência dos dados públicos.

Com isso, o Brasil passa a compor, com outros 91 países, o grupo de nações que reconhecem que as informações guardadas pelo Estado são um bem público. Além dos gastos financeiros e de contratos, a lei garante o acompanhamento de dados gerais de programas, ações, projetos e obras. Os links nas páginas do governo federal que dão ao cidadão pleno acesso às informações são identificados por um selo em forma de balão amarelo de quadrinhos, com a letra "i" em verde.

Além de órgãos e entidades públicas dos três níveis de governo, as autarquias, fundações, empresas públicas e entidades privadas sem fins lucrativos que recebem recursos públicos devem colocar as informações à disposição do cidadão de forma gratuita.

Antigamente, o cidadão só podia solicitar informações que lhe diziam respeito. Cabia à chefia dos órgãos decidir sobre a liberação dos dados. Segundo a cartilha da Controladoria-Geral da União (CGU), feita para informar os servidores sobre a nova lei, na chamada “cultura do segredo”, a informação era muitas vezes retida ou até perdida.

Com a lei, o cidadão pode solicitar a informação sem necessidade de justificativa. De acordo com a CGU, são estabelecidas regras claras e procedimentos para a gestão das informações. Além disso, os servidores estão sendo capacitados para atuar na implementação da política de acesso à informação. Foi elaborado um formulário próprio para o pedido, que pode ser preenchido diretamente no órgão ou pela internet. Para ter acesso à informação, o cidadão deve se identificar e especificar o pedido.

Um dos entraves para a operacionalização das novas regras de acesso à informação é a regulamentação da lei, que ainda não foi concluída. De acordo com o ministro da CGU Jorge Hage, a regulamentação faz falta para a orientação que o órgão deve dar aos ministérios. Segundo ele, a CGU, que é responsável pela implementação da lei, recebe perguntas que dependem da regulamentação para serem respondidas.

A nova lei também dá fim ao sigilo eterno de documentos oficiais. Pela nova regra, o prazo máximo de sigilo foi limitado a 25 anos para documentos ultrassecretos, 15 anos para os secretos e cinco para os reservados. Os documentos ultrassecretos poderão ter o prazo de sigilo renovado apenas uma vez.

O servidor público que se recusar a fornecer informação requerida, a fornecê-la intencionalmente de forma incorreta, incompleta ou imprecisa e impor sigilo à informação para obter proveito pessoal ou de terceiro poderá ser responsabilizado civil, penal ou administrativamente.

 

Fonte: Agência Brasil

Mais Notícias de Brasil e Mundo
Enxaqueca tem controle e requer tratamento médico, alerta neurologista
23/05/2022  08h30 Enxaqueca tem controle e requer tratamento médico, alerta neurologista
"Não é uma doencinha qualquer", diz especialista Leandro Calia
Rede Social/Reprodução
20/05/2022  18h25 Presidente Bolsonaro se encontra com empresário Elon Musk em São Paulo
Um dos temas foi viabilizar internet para 19 mil escolas pelos satélites Starlink
Projeto Astrominas tem inscrições abertas até o dia 29 próximo
20/05/2022  08h18 Projeto Astrominas tem inscrições abertas até o dia 29 próximo
Serão oferecidas 400 vagas para garotas de 14 a 17 anos
Fonte não identificada
18/05/2022  15h47 Filha de Lampião e Maria Bonita processa rede de motéis em Sergipe
Peça publicitária utilizava trocadilho com o nome do casal mais famoso do cangaço
Veja identidade das vítimas de ataque em supermercado nos EUA
16/05/2022  16h15 Veja identidade das vítimas de ataque em supermercado nos EUA
A mãe de uma delas soube da morte da filha por meio de um vídeo nas redes sociais