Agentes do Cenam denunciam falta de estrutura em alojamento da unidade
Sindicato da categoria expõe preocupação com segurança e condições insalubre do local
Cotidiano | Por Laís de Melo 07/04/2021 12h22 - Atualizado em 07/04/2021 19h12

Os agentes de segurança que atuam no Centro de Atendimento ao Menor (Cenam), em Aracaju, têm trabalhado sob condições insalubres nos alojamentos da unidade, conforme denuncia o Sindicato dos Agentes de Segurança Socioeducativo do Estado de Sergipe (Sindasse). As fotos enviadas pela entidade comprovam a precariedade da estrutura, com mofo nas paredes e no chão, falta de pisos e azulejos, encanamento exposto e problemas em ar-condicionados. 

De acordo com o Sindasse, a situação é tão difícil que chega ao ponto de os próprios agentes realizarem reparos. Além disso, em 2020, a Vigilância Sanitária de Aracaju fez uma vistoria nas unidades socioeducativas, pela qual foi constatada a falta de condições de trabalho ou convivência naqueles ambientes, conforme aponta o Sindasse. 

Ainda segundo o sindicato, até mesmo infestações de baratas têm ocorrido nos alojamentos e alas. Uma outra queixa da categoria é a retirada de material do Cenam, para ser levado à Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (USIP) e à Comunidade de Atendimento Socioeducativo Masculino (CASEM). A entidade afirma que foram levados bomba de água, cadeiras, mesas e até mesmo geladeira, deixando o Cenam sem esses itens. 

“São seis anos de total descaso com os funcionários que laboram nas unidades. A situação só vem a se agravar, pois chegaram ao ponto de retirar material do Cenam para levar para outras unidades. Ano passado a Vigilância Sanitária qualificou como impróprias para o funcionamento. As condições só não estão piores porque os agentes fizeram com o próprio dinheiro a mão de obra e algumas melhorias. Colocamos letreiros fixos para que a Fundação Renascer não alegue que foi ela que fez algo”, diz o Sindasse. 

Fundação Renascer

Em resposta às denúncias da entidade, a Fundação Renascer informa que existe um projeto de reforma para as instalações do Cenam, atualmente na fase de captação de recursos. Ainda conforme o diretor operacional da Fundação, Carlos Viana, o local passou por intervenções há cerca de um ano. 

"Mas como o prédio é antigo, tem mais de 40 anos de construção, as instalações precisam de intervenções maiores. Estamos buscando recursos, inclusive com o apoio do Tribunal de Justiça, para realizar essa reforma", disse Viana. Ainda segundo ele, a unidade socioeducativa tem capacidade para 90 internos e hoje abriga menos de 40 socioeducandos, que estão participando de cursos e projetos de inserção no mercado de trabalho.

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil
12/04/2021  21h00 Justiça nega habeas corpus à mãe e ao padastro do menino Henry Borel
Sergipe registra 846 novos casos de covid-19 e 26 mortes
12/04/2021  20h30 Sergipe registra 846 novos casos de covid-19 e 26 mortes
PRF apreende droga avaliada em quase R$ 11 milhões na BR 101, em Sergipe
12/04/2021  19h48 PRF apreende droga avaliada em quase R$ 11 milhões na BR 101, em Sergipe
Foto: Ascom Assistência Social
12/04/2021  17h37 Vacinação Solidária: campanha arrecada duas toneladas de alimentos
Sergipe tem alerta para risco de chuva nesta semana
12/04/2021  15h00 Sergipe tem alerta para risco de chuva nesta semana