Casos de feminicídio aumentaram mais de 40% em Sergipe no ano de 2021 | F5 News - Sergipe Atualizado

Violência contra a mulher
Casos de feminicídio aumentaram mais de 40% em Sergipe no ano de 2021
Foram registradas no estado 91 ocorrências desse tipo de crime desde 2017
Cotidiano | Por Antonio Cardoso 12/01/2022 13h00 - Atualizado em 12/01/2022 18h14


Os casos de feminicídio aumentaram mais de 42% em Sergipe no ano de 2021, em relação ao ano anterior. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), divulgados hoje (12) pela Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP). 

A polícia computou 20 crimes no ano de 2021, em face aos 14 praticados em 2020. O F5 News mostrou essa queda no ano passado. Mesmo assim, o triste recorde ainda é de 2019, quando 21 mulheres foram vítimas em Sergipe. A CEACrim faz esse registro desde 2017. 

De acordo com a SSP, 91 mulheres já foram vítimas desse crime no estado desde o início do levantamento anual. A maior parte dos casos está concentrada na Grande Aracaju (35): 15 na capital, nove em N. Sra. do Socorro, nove em São Cristóvão e mais dois na Barra dos Coqueiros. 

Alguns desses casos chocaram ainda mais fortemente a população em 2021; como o homem que matou a companheira grávida no Robalo, na Zona de Expansão de Aracaju, e a idosa de 67 anos morta por golpes de machado na cidade de Poço Verde, no centro-sul de Sergipe. 

Além disso, casos de tentativa de feminicídio também causaram muita comoção em 2021, como o da grávida que teve o corpo queimado, no bairro Coroa do Meio, na zona sul de Aracaju; e o homem que tentou matar a mulher a golpes de foice, também no Robalo, Zona de Expansão da capital.  

Denúncia é essencial 

A denúncia é importante para o combate à violência contra a mulher, em que o último estágio é o feminicídio. A Polícia Civil de Sergipe chama atenção para a necessidade de incentivar mais mulheres a denunciar os casos de agressão física ou psicológica.

As vítimas devem procurar a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), vinculada ao Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), à rua Itabaiana, 258, bairro São José, na região central de Aracaju.

As denúncias podem ser feitas ainda em qualquer delegacia local, no interior ou região metropolitana da capital, ou pelo Disque-Denúncia 181. A Polícia Civil garante o sigilo e que as equipes estão prontas para agir nesses casos.  

Estagiário sob supervisão da jornalista Laís de Melo

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Expedição da Força Meninas está em Aracaju com teatro, oficinas e palestras
04/07/2022  21h30 Expedição da Força Meninas está em Aracaju com teatro, oficinas e palestras
TSE/Reprodução
04/07/2022  21h15 TSE apresenta à imprensa projeto de divulgação da totalização de votos
Cerca de 60% dos testes para covid-19 são positivos em Sergipe
04/07/2022  19h45 Cerca de 60% dos testes para covid-19 são positivos em Sergipe
SSP / reprodução
04/07/2022  17h30 Motorista sem habilitação se envolve acidente e uma vítima é hospitalizada
SMS/ reprodução
04/07/2022  15h53 Aracaju segue vacinando contra covid-19 e influenza