Como funciona o site de apostas esportivas investigado por lavagem de dinheiro | F5 News - Sergipe Atualizado

EsporteNet
Como funciona o site de apostas esportivas investigado por lavagem de dinheiro
Empresa sediada no Caribe manteve contrato de patrocínio com o Confiança
Cotidiano | Por Will Rodriguez e Saullo Hipolito 04/03/2021 09h50


Alvo de uma operação da Polícia Federal por suspeita de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, o EsporteNet se define como uma empresa de apostas e entretenimento esportivo. Fundado em 2019, o grupo controlador da marca está sediado em Curaçao, uma ilha holandesa no Caribe, e afirma ter milhares de clientes pelo mundo.

Data do mesmo ano de fundação o início da investigação conduzida pela Superintendência da PF em Sergipe, que resultou na deflagração da operação Distração, com o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão em quatro municípios sergipanos, nessa quarta-feira (3). Na ação, foram apreendidos mais de R$ 13 milhões em espécie, além de carros avaliados em mais de R$ 150 mil. 

Antes de obter a licença na Curaçao Egaming, a Esportenet já operava como uma banca física, intermediada por cambistas, e de forma ilegal na região Nordeste. Por isso, há a confusão entre tantos domínios e sobre qual deles é o mais confiável. 

Foi também neste período que a Polícia Federal deflagrou o processo investigativo, identificando que envolvidos com a exploração de jogos de azar apresentavam movimentações financeiras incompatíveis com suas rendas declaradas, atividades econômicas e ocupações profissionais.

De acordo com a investigação, foram constatadas práticas características do crime de lavagem de dinheiro, como fragmentação de depósitos em espécie e pulverização de dinheiro em diversas contas bancárias, além de indícios de evasão de divisas.

O portal de apostas figurou entre os patrocinadores do Confiança, principal time de futebol sergipano. O acordo foi celebrado em uma operação cujos detalhes ficaram reservados à cúpula, com um valor estimado nos bastidores em R$ 100 mil mensais, segundo fontes ouvidas pelo F5 News.

A reportagem buscou esclarecimentos da direção do time proletário, que confirmou apenas que o contrato foi “referente a temporada de 2020, encerrou no dia 28 de fevereiro de 2021 e não foi renovado”. 

O EsporteNet também já foi patrocinador master do Fortaleza, tendo contrato entre janeiro e dezembro de 2020, com uma cota mensal de R$ 150 mil, conforme consta no balanço do conselho do clube cearense. 

A modalidade de apostas esportivas online começou o processo de legalização no Brasil em 2018, por meio do Projeto de Lei 13.756/2018, contudo, o mercado ainda não tem regulamentação e o governo federal tem até 2022 para tirá-la do papel.

Dessa forma, as empresas que atualmente operam nesse segmento sem qualquer tipo de restrição serão obrigadas a pagar impostos ao governo. Para o público brasileiro, é possível apostar em jogos oferecidos pela Loteria Federal e em sites hospedados no exterior. Qualquer outra aposta pode ser considerada ilegal enquanto não houver regulamentação.


 

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Maria Odília/Seduc
26/02/2024  18h10 Sergipe é o 5º estado com mais alunos em ensino médio integral
SSP/ Ilustrativa
26/02/2024  17h54 Irmãos suspeitos de tentativa de homicídio são identificados em Campo do Brito
Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
26/02/2024  17h30 Governo vai destinar imóveis da União sem uso para habitação popular
Arthuro Paganini/Agência Sergipe
26/02/2024  17h29 Retorno de cimenteira a Sergipe pode gerar 1.500 novos empregos
Rede social/Reprodução
26/02/2024  17h25 Polícia investiga morte de jovem encontrado carbonizado em Aracaju

F5 News Copyright © 2010-2024 F5 News - Sergipe Atualizado