Crime no shopping: cinco seguranças agrediram homem assassinado | F5 News - Sergipe Atualizado

Crime no shopping: cinco seguranças agrediram homem assassinado
Testemunha afirma que, se fosse ajudar, também seria vítima
Cotidiano 16/02/2012 07h27


 

Por Márcio Rocha

O problema acontecido no shopping Jardins, que terminou com a morte do motorista Leidson Reis, 39 anos, está ficando cada vez mais claro. Segundo a testemunha José Almir dos Santos, comerciante, Leidson estava na porta de uma loja de roupas masculinas, querendo entrar à força, por volta das 22h30 - portanto após o horário de fechamento. O gerente da loja acionou a segurança para conter o motorista.

Após o chamado, dois seguranças apareceram e começaram a discutir com Leidson, que continuava exaltado. Com isso, chegaram mais dois seguranças e em seguida mais um. Os outros três homens foram chamados pelo rádio. De acordo com José Almir, algumas pessoas presenciaram a agressão e chegaram a filmar, quando um dos seguranças foi questionar o que estavam gravando no local e queria tomar os celulares das pessoas.

“Eu não entendo aquilo como espancamento, entendo como assassinato. Um assassinato brutal. Se eu não tivesse corrido, teriam tomado o meu celular também, e eu filmei a agressão. A gente estava cercado de marginais. Até o asfalto do estacionamento do shopping sabe que o rapaz foi assassinado”, comentou Almir, sobre a atitude dos seguranças do shopping Jardins.

Não houve condição de tentar defender Leidson do ataque realizado pelos seguranças. “Se eu fosse defender, poderia ser mais uma vítima”, disse o comerciante. Segundo ele, os cinco bateram no motorista e depois o levaram para algum lugar na parte interna, possivelmente, o local onde Leidson foi morto.

O relatório da necropsia realizada em  Leidson apontou vários hematomas originários de espancamento, insuficiência respiratória provocada e quebra da coluna cervical (pescoço). A confirmação da morte de Leidson Reis ter acontecido dentro das dependências do shopping foi dada pelo delegado de homicídios, Flávio Albuquerque.

José Almir disse que irá testemunhar e falará o que viu no dia do assassinato de Leidson. Afirmou que contará todas as atrocidades praticadas contra o motorista na presença de muitas pessoas.

“Foi um ataque covarde. Foram cinco pessoas contra um homem que acabou morto. Vou pessoalmente ao Ministério Público e se o delegado, doutor Flávio, me chamar, estou à disposição dele”, afirmou o comerciante.

Mais Notícias de Cotidiano
Líder de facção que agia em municípios de SE e BA morre em confronto
23/05/2022  06h49 Líder de facção que agia em municípios de SE e BA morre em confronto
Ele foi localizado pela Polícia Civil sergipana na cidade de Ribeira do Pombal
Divulgação
23/05/2022  06h26 Polícia Civil prende suspeito de furto de motocicletas na cidade de Lagarto
O homem também é investigado pela prática de furto em uma residência
PC prende suspeito de dois homicídios em Nossa Senhora do Socorro
23/05/2022  06h23 PC prende suspeito de dois homicídios em Nossa Senhora do Socorro
Investigado foi localizado na cidade de Igarassu, em Pernambuco
Assessoria de Comunicação/Reprodução
22/05/2022  20h00 Laércio participa de ação do Woman's Club em Aracaju
Evento teve participação de moradoras de duas comunidades carentes e seus filhos
Reprodução/TV Anhanguera
22/05/2022  17h30 Homem, de 85 anos, morre em GO com mais de 500 picadas de abelhas
Ele foi atacado enquanto limpava um lote vizinho e morreu em hospital de Goiânia