Drones auxiliam no trabalho de peritos em Sergipe
Equipamentos facilita identificação, análise e perícias em locais de difícil acesso
Cotidiano 17/10/2020 08h30

O drone é um importante aliado no trabalho de perícia criminal desenvolvido pelo Instituto de Criminalística de Sergipe (IC). Os equipamentos possibilitam maior eficácia nas análises e exames periciais que são feitos em situações de riscos às equipes de peritos, como os locais de difícil acesso ou inacessíveis e dos litigiosos, além de cenários de grandes desastres, como no rompimento de uma barragem, por exemplo. 

O instrumento reduz o tempo das coletas de vestígios e, consequentemente, o período para a conclusão das análises e exames periciais. Diante da importância dessa tecnologia na atuação da perícia, o IC vem realizando o curso de Operação Remota Pilotada (RPA) para os peritos criminais. As aulas teóricas ocorreram nos dias 5 e 6 de outubro, de modo virtual, e as práticas, no estádio Lourival Batista, nos dias 14, 15, 20, 21 e 22 deste mês.

O treinamento, organizado pelo IC, está sendo ministrado pelos professores Clarkson Brito, que é major da Polícia Militar, e Luciano Roque, fotógrafo. O curso tem como objetivo o conhecimento dos principais componentes dos drones e das suas funções, o entendimento do checklist das etapas do voo, assim como da legislação, dos fundamentos da aerofotografia e operação dos aplicativos na estação de comando.

O diretor do Instituto de Criminalística, Luciano Homem, destacou que os drones permitem uma atuação mais eficaz e eficiente nas perícias feitas pela instituição, já que ampliam a possibilidade de mapeamento das áreas que serão periciadas.

“Do ponto de vista da perícia criminal, a utilização de drones institui um extraordinário instrumento de eficiência, uma vez que reduz o tempo dos exames e de coleta de vestígios e os custos, sobretudo na aquisição de imagens de satélites, e de eficácia, visto que concede equipamentos, como câmeras, sensores e imagens, para a melhoria da prova pericial”, explicou.

Luciano Homem salientou que os drones possibilitam maior segurança aos peritos. “Ademais, vale ressaltar que há a redução de riscos para as equipes de peritos, como nos locais de difícil acesso ou inacessíveis e os locais litigiosos, assim como quando há a necessidade de execução pericial em grandes áreas, como um desastre em barragens, como ocorreu em Minas Gerais” detalhou.

Usos dos drones na perícia
Na perícia do IC, os drones são utilizados para fotografias áreas de vestígios em local de crime e reconhecimento de local de acidente de trânsito. Os equipamentos também permitem os registros de grandes deslocamentos, de ocupações irregulares em áreas protegidas ou pertencentes a terceiros. Há ainda o auxílio nos levantamentos topográficos, danos ao meio ambiente e também às estruturas de edificações.

Fonte: SSP/SE

Mais Notícias de Cotidiano
Com 83.794 casos, Sergipe chega a 2.172 mortes pelo coronavírus
25/10/2020  20h07 Com 83.794 casos, Sergipe chega a 2.172 mortes pelo coronavírus
Foto: divulgação
25/10/2020  18h20 Obra altera trânsito na avenida Anísio Azevedo, zona sul de Aracaju
Foto: SES/Reprodução
25/10/2020  07h00 Dia da Saúde Bucal: odontologista destaca importância da prevenção
Apreensões feitas pelas equipes do Denarc em Aracaju. Foto: SSP-SE
24/10/2020  10h03 Denarc apreende cocaína, maconha e material de campanha em Aracaju
SSP anuncia porte de arma e concurso público para a perícia em Sergipe
24/10/2020  09h58 SSP anuncia porte de arma e concurso público para a perícia em Sergipe