Hotel Palace volta a receber vistoria da Defesa Civil Estadual
Obra interna na parte elétrica do prédio ainda não foi iniciada, diz órgão
Cotidiano| Por F5 News 20/07/2018 13:15 - Atualizado em 22/07/2018 10:03

A Defesa Civil de Sergipe voltou a vistoriar o prédio do antigo Hotel Palace, no Centro de Aracaju. O objetivo da medida é verificar se as adequações solicitadas pela Justiça para segurança foram realizadas.

Um dos pavimentos vistoriados foi o primeiro andar, que foi interditado pelo órgão por medida de segurança, em acordo com a administração do condomínio, após alguns condôminos terem resistido à ordem de não utilizar o espaço até que as adequações fossem feitas.

“Interditamos essa área para que pudesse ter melhor desenvolvimento das adequações físicas desse pavimento e se conseguisse fazer as adequações em tempo hábil”, informou o tenente coronel Alexandre Alves, diretor da Defesa Civil Estadual.

Durante a vistoria, os técnicos verificaram que parte das pastilhas, rebocos e esquadrias na área externa do prédio, onde funcionam os estabelecimentos comerciais, foram retirados. De acordo com avaliação do órgão, as pastilhas soltas na estrutura, por exemplo, causavam risco às pessoas que transitam no local. A retirada está sendo feita por uma empresa contratada pelos condôminos no período da noite, devido à movimentação de pessoas durante o dia.

No entanto, ainda não foi iniciada a obra da área interna, a exemplo das instalações elétricas e mudanças para a segurança contra incêndio e pânico. Segundo Alexandre Alves, essas adequações ainda estão em fase de tratativas, análise de orçamento e de elaboração de projetos.

O prazo dado pela Justiça para finalizar as adequações se encerra no próximo dia 29. Os comerciantes pediram intervenção do órgão estadual para tentar ampliar o prazo com o objetivo de concluir os trabalhos, mas a solicitação ainda não obteve resposta.

Dos pavimentos que pertencem ao poder público, segundo a Defesa, a Superintendência do Patrimônio da União e o Governo do Estado, por meio do Emsetur, afirmaram que vão iniciar a obra.

O andamento dos serviços deve ser informado pela Defesa Civil ao Poder Judiciário para que se defina a prorrogação ou interdição do prédio. O relatório técnico deve ser encaminhado também ao Tribunal de Contas de Sergipe, que acompanha o caso e já pediu posicionamento do Governo quanto à destinação da torre que fica no último andar e pertence ao Estado.

Desde maio surgiu o problema da possível interdição do prédio pela Justiça, após o Conselho Regional de Engenharia (CREA) e a Defesa Civil terem constatado, também em vistoria, a possibilidade de risco de incêndio e consequente colapso da estrutura. Porém, os condôminos recorreram na Justiça, que determinou a realização de obras no local para evitar acidentes.

Mais Notícias de Cotidiano
19/03/2019 12:59 PMA entra na Justiça contra Deso por abrir buraco em avenida
19/03/2019 11:11 Acusado de matar esposa por asfixia em Aracaju segue em prisão preventiva
Polícia aguarda laudo médico para conclusão; mãe da vítima contesta versão do autor do crime
19/03/2019 11:09 Forró Siri: Prefeitura realizará cadastro dos ambulantes
19/03/2019 09:49 Polícia Civil prende autor do assassinato de advogado em 2013, em Aracaju
Acusado conseguia falsificar novas identificações, o que dificultou sua prisão
19/03/2019 09:25 STJ volta a negar pedido de liberdade a Valmir e seu genro
Investigados continuam presos por suspeita de lavagem de dinheiro na prefeitura