Mais um roubo a motorista de app em Aracaju aumenta insegurança da classe | F5 News - Sergipe Atualizado

Violência
Mais um roubo a motorista de app em Aracaju aumenta insegurança da classe
Associação da categoria afirma que condições de trabalho nunca foram tão ruins
Cotidiano | Por Antonio Cardoso 14/03/2022 18h50 - Atualizado em 14/03/2022 19h52

Mais um motorista de aplicativo foi vítima de assalto com arma de fogo em Aracaju. Dessa vez, o crime ocorreu no conjunto Augusto Franco, zona sul da capital, na madrugada desta segunda-feira (14).

De acordo com as informações da polícia, a vítima partia do Hospital Fernando Franco para o bairro Jabotiana, quando foi surpreendido. 

O assaltante levou a carteira, o celular e dinheiro da vítima possuía, além do carro usado para trabalhar com o aplicativo. 

A Polícia Civil instaurou um inquérito policial. Informações e denúncias podem ser repassadas ao Disque-Denúncia 181.

Insegurança da categoria

Esse não é um caso isolado Somente em 2022, outras seis ocorrências já chamaram a atenção da sociedade pela violência contra os motoristas de app. 

Confira alguns desses casos registrados pelo F5 News

18/01 - Motorista de aplicativo morto na Zona de Expansão de Aracaju

20-01 - Motorista de app é sequestrado e encontrado em porta-malas do carro em Aracaju

28/01 - Motorista de aplicativo é alvo de bandidos na zona Oeste de Aracaju

10/02 - Dois motoristas de aplicativo são sequestrados na Grande Aracaju (2 casos em 1 dia)
04/03 - Motorista de aplicativo é feito refém e tem carro roubado em Aracaju 

Segundo o presidente da Associação Sergipana de Motoristas Autônomos por Aplicativo (Asmaa), Josean dos Santos, essa violência afasta ainda mais os motoristas das ruas. 

“A gente entende o esforço da polícia, mas algo tem que ser feito, já estamos sofrendo muito, muita gente está deixando de trabalhar”, disse ele ao F5News

Josean registra ainda que os crescentes aumentos na gasolina já afetam muito a categoria, mas não é só isso.

Somados à violência, os aumentos dos preços na manutenção dos veículos; dos seguros e até do aluguel dos carros tornam praticamente inviável a lucratividade do serviço. 

Outra reclamação é a defasagem do reajuste da tarifa dos aplicativos que, segundo a Asmaa, não acompanha o aumento geral das despesas. 

“São seis anos sem o reajuste digno, ser motorista de aplicativo não está valendo a pena, alguma coisa precisa ser feita!”, reforça Josean dos Santos.

Estagiário sob supervisão do jornalista Will Rodriguez

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
SMS/ Reprodução
19/08/2022  21h00 Sábado tem Dia D de vacinação infantil nos shoppings Jardins e RioMar
Metrópoles/Reprodução
19/08/2022  20h30 Covid em baixa: médicos explicam se já é seguro abandonar as máscaras
Reprodução/ Metrópoles
19/08/2022  20h02 Mães veem tratamento dos filhos regredir após tortura de fonoaudióloga
arquivo pessoal / cedida ao F5 News
19/08/2022  19h11 Dia Mundial da Fotografia: é possível sobreviver com a profissão em Sergipe?
SSP/ Reprodução
19/08/2022  19h04 Polícia cumpre mandado de internação contra adolescente em Lagarto