Médico descarta cirurgia em gêmeas siamesas nascidas em Aracaju | F5 News - Sergipe Atualizado

Médico descarta cirurgia em gêmeas siamesas nascidas em Aracaju
Elas são fundidas pelo tórax, o que ocorre em até 40% dos casos
Cotidiano 28/12/2011 15h40


Por Aline Aragão

Durante uma entrevista coletiva, realizada na manhã desta quarta-feira (28), na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em Aracaju, o médico cardiologista Marcos Pavioni apresentou o quadro clínico das gêmeas conjugadas Karinny Vitória e Kamille Vitória, nascidas no último dia 22, na capital sergipana. Ele descartou um procedimento cirúrgico para separá-las.

Segundo a assessoria de comunicação da Maternidade, desde o parto as crianças estão sendo acompanhadas por especialistas do Instituto do Coração (Incor) de São Paulo. As gêmeas vieram ao mundo pesando 4,435kg e permanecem em observação no isolamento da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, apesar do quadro clínico estável.

Segundo Pavioni, a má formação das siamesas sergipanas é do tipo toracópago, ou seja, fundidas pelo tórax, que ocorre em até 40% dos casos de gêmeos conjugados. “O caso das irmãs Karinny e Kamille é mais complexo, há uma fusão entre o átrio e ventrículo. Vamos aguardar a ressonância e a avaliação do Incor, mas em casos como esse, a possibilidade de uma intervenção cirúrgica é descartada”, explica.

Os pais das crianças residem no povoado Crioulo, no município de Amparo de São Francisco. A dona de casa Aline Ferreira, de 22 anos, conta que ficou sabendo da gravidez de siamesas no sexto mês de gestação, quando fez sua primeira ultrassonografia. “Eu não esperava, foi um susto. Mas é obra de Deus. O povo vivia dizendo que eu deveria abortar, mas eu preferi ter as minhas filhas. Agora é esperar por Deus e que seja possível fazer a cirurgia”, ressalta.

O pai das gêmeas, o servente de pedreiro Cris Magno dos Santos, se emocionou durante a coletiva, disse que está desempregado e espera que a população ajude na compra de fraldas ou até mesmo com um emprego. "Foi uma grande surpresa para a gente. Estou desempregado e se alguém puder ajudar entre em contato com o hospital. Se Deus quiser ainda levarei minhas filhas para escola”.

Quem quiser colaborar com a família pode entrar em contato através do telefone (79) 3225-8671 e falar com o Serviço Social da maternidade.

Mais Notícias de Cotidiano
Pixabay/Ilustrativa
04/07/2022  22h00 Neurologista indica quatro atitudes que diminuem o risco de demência
Especialista da Mayo Clinic sugere prevenção a problemas neurodegenerativos na velhice
Expedição da Força Meninas está em Aracaju com teatro, oficinas e palestras
04/07/2022  21h30 Expedição da Força Meninas está em Aracaju com teatro, oficinas e palestras
Saiba como participar do projeto “Meninas Curiosas, Mulheres de Futuro”
TSE/Reprodução
04/07/2022  21h15 TSE apresenta à imprensa projeto de divulgação da totalização de votos
Profissionais de TIC das empresas jornalísticas conheceram funcionamento dos mecanismos
Cerca de 60% dos testes para covid-19 são positivos em Sergipe
04/07/2022  19h45 Cerca de 60% dos testes para covid-19 são positivos em Sergipe
Houve aumento de amostras no último mês, mas testagem ainda é baixa, diz Lacen
SSP / reprodução
04/07/2022  17h30 Motorista sem habilitação se envolve acidente e uma vítima é hospitalizada
Condutor foi preso e levado à Delegacia Regional da Barra dos Coqueiros