Sergipe
MPE pede que Justiça determine pagamento da Carreta do Câncer
Governo diz que faz avaliação técnica da unidade móvel orçada em R$ 2,7 mi
Cotidiano| Por Will Rodriguez 12/02/2019 12:24 - Atualizado em 12/02/2019 17:49

O Ministério Público de Sergipe (MP) ingressou com Ação Civil contra o Governo do Estado pedindo que o Poder Judiciário determine o pagamento da carreta do câncer em um prazo de 30 dias. A unidade móvel chegou a Sergipe no final do mês passado, mas a administração estadual diz não ter recursos para fazer o pagamento integral, como previsto no contrato celebrado em 2017, embora a verba tenha sido destinada pelo Tribunal de Contas.

Na peça, assinada pelo promotor de Justiça Manoel Cabral Machado Neto, consta a informação de que o contrato prevê a entrega da carreta em até dois dias úteis após o pagamento, sendo sua entrega precedida por vistoria técnica do Governo.

Ainda segundo a Ação, as notas de empenho relativas à compra da unidade já foram expedidas. O valor total da carreta foi estimado em R$ 2,7 milhões.

“A Unidade Móvel de Saúde da Mulher, voltada para a prevenção do câncer, encontra-se em solo sergipano, todavia inativa, haja vista que não houve o seu recebimento, pois o Governo passou a adotar o entendimento de que o superávit devolvido pelo Tribunal de Contas para o Tesouro Estadual, caindo na conta única, não se trata de verba vinculada para o atendimento específico do Programa Saúde, da Secretaria do Estado da Saúde”, detalha o promotor.

No pedido limitar, o promotor também ressalta que o atual secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima, confirmou a existência de recursos para o pagamento da carreta, dependendo apenas que o bem contratado fosse recebido pela Fazenda Estadual. No entanto, após declarações do representante da empresa contratada, os ânimos se acirraram e o Estado passou a cogitar a possibilidade de rescisão contratual, o que, na avaliação de Manoel Cabral, “além de prejudicar a população feminina, traz risco de dano ao Erário, pois importará em ressarcimento de custos”.

O Poder Judiciário concedeu prazo de 72 horas para manifestação do Estado. A Secretaria da Saúde (SES) disse ao F5 News que só vai se posicionar sobre o assunto após a notificação da Ação.

Nesta segunda-feira, o governador Belivaldo Chagas autorizou que a Secretaria de Saúde faça uma análise técnica na carreta que já está em Sergipe e também prepare licitação para aquisição de uma carreta no modelo utilizado pelo Hospital do Amor, em Barretos (SP).

“Essa análise será feita para nos certificar de que as especificações atendem, de forma efetiva, as demandas para o trabalho que deverá ser feito junto à população. O objetivo é ter certeza de que estamos adquirindo o melhor equipamento para que a prevenção seja eficaz. Se a carreta que já está em Sergipe de fato atender ao seu propósito, teremos então duas carretas em funcionamento”, frisou Belivaldo.

Mais Notícias de Cotidiano
19/02/2019 07:53 PF desarticula esquema de fraude em empréstimos consignados em SE
Operação cumpre três mandados de busca e apreensão em Aracaju
19/02/2019 07:50 Manifestantes bloqueiam trecho da BR 101 na cidade de Carmópolis (SE)
O protesto é realizado por um grupo de trabalhadores desempregados
18/02/2019 20:03 Hemose inicia campanha de Carnaval para aumentar doações de sangue
Ação busca despertar o sentimento de solidariedade até 1º de março
18/02/2019 19:15 Porto de Sergipe registra aumento de 33% no volume de navios
Terminal tem capacidade para atender diversos setores
18/02/2019 17:06 Polícia inicia investigação sobre acidente com ônibus de turismo em Lagarto
O veículo saiu da Bahia para Sergipe. Uma pessoa morreu e várias ficaram feridas