Obras da ciclovia Salvador-Aracaju podem custar até R$ 200 milhões | F5 News - Sergipe Atualizado

Pedal
Obras da ciclovia Salvador-Aracaju podem custar até R$ 200 milhões
Três possíveis trajetos estão em análise; estrutura será a maior do Nordeste
Cotidiano | Por F5 News 23/05/2021 06h30


A construção da Ciclovia litorânea que pretende ligar Aracaju a Salvador pode custar de R$ 10 milhões a R$ 200 milhões. Com um percurso de 320 km, a pista de ciclismo será a maior do Nordeste, mas ainda não há previsão para início das obras, já que os estudos de viabilidade técnica ainda estão sendo elaborados. As informações são do Correio 24h.

A diferença ampla entre as projeções de custo estimado do projeto ocorre porque o orçamento dependerá de onde a ciclovia ficará localizada. Essa parte ainda está sendo estudada pela Companhia do Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), gestora do projeto lançado essa semana em Brasília.

O traçado da rota de ciclismo, que será definido após a elaboração dos estudos, se estenderá do Farol da Barra, em Salvador, à Praia dos Artistas, na capital sergipana.

A primeira opção, e também mais cara, é um projeto de ciclovia à beira-mar, que embora seja o mais agradável para o turismo da região, também foi apresentado no lançamento como sendo de alto impacto ambiental e, por isso, com vários entraves para obtenção de licenciamentos. Seria necessária a construção de pontes acima dos rios do trajeto e uma interferência nas vegetações locais, de Mata Atlântica, dunas e manguezais. O custo projetado gira de R$ 100 milhões a 200 milhões.

A segunda alternativa seria uma ciclofaixa paralela à BA-099 (Linha Verde) e à SE-100 com rotas para acesso ao mar, com orçamento estimado entre R$ 25 milhões e R$ 50 milhões. “Ela tem a vantagem de ter um médio impacto ambiental, a depender do trecho, além de se integrar com o comércio das rodovias e cidades. As desvantagens incluem um médio impacto social, com possíveis desapropriações de terra e também a construção de pontes em quase todos os rios do trajeto”, explicou o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira.

Há ainda a sugestão de um acostamento ciclofaixa, com menor impacto ambiental, menor custo - R$ 10 milhões a R$ 20 milhões em obras -, mas também menos segurança para o ciclista.

O secretário do Turismo de Sergipe, Sales Neto, também comemorou a iniciativa e lembrou que Aracaju possui tradição forte no ciclismo, sendo a capital brasileira com mais ciclovias, proporcionalmente.

“Essa será uma obra fantástica. Os ciclistas de Sergipe estão muito felizes. A ciclovia vem ao encontro do que há de mais moderno, como o turismo em contato com a natureza e atividades ao ar livre. Iremos apoiar em tudo que estiver ao nosso alcance, lembrando que o governo estadual já está construindo ciclovias na nova obra da Orla Sul que, quando ficar toda pronta, vai somar mais 17 quilômetros”, disse.

Para além das obras, há também custos relativos ao Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) e o dos projetos. Até então, a Codevasf já recebeu o montante de R$ 1 milhão para a realização do estudo.

Em projetos, a ciclovia à beira-mar custaria R$ 6 milhões; contra R$ 2 milhões a R$ 4 milhões se a escolha for pela ciclovia paralela às rodovias BA-099 e SE-100; e R$ 1 milhão a 2 milhões da ciclovia no acostamento.

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Falcon FC / divulgação
18/05/2022  14h53 Falcon FC visita clubes portugueses e visa projeto de expansão
Divulgação
18/05/2022  14h50 Pais processam Apple após alerta de AirPods romper tímpanos de jovem
Divulgação
18/05/2022  12h04 Trânsito sobre a ponte do Rio Poxim, em Aracaju, fica em meia pista
Entenda por que é importante ter cuidado com os seus dados pessoais
18/05/2022  10h42 Entenda por que é importante ter cuidado com os seus dados pessoais
Saiba como denunciar crimes sexuais contra crianças e adolescentes em SE
18/05/2022  10h36 Saiba como denunciar crimes sexuais contra crianças e adolescentes em SE