Servidor da Fundação Renascer é suspeito de exigir 'rachadinha' | F5 News - Sergipe Atualizado

Servidor da Fundação Renascer é suspeito de exigir 'rachadinha'
A denúncia foi feita pelo deputado Georgeo Passos em sessão da Alese
Cotidiano | Por Aline Aragão 03/08/2021 16h48

O Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), da Polícia Civil de Sergipe, e o Ministério Público Estadual (MPE) investigam a denúncia de suspeita da prática de “rachadinha” dentro da Fundação Renascer, que administra as Unidades de Medidas Socioeducativas de Sergipe. A denúncia foi feita pelo deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), durante a  sessão da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) nesta terça-feira (3).

Georgeo disse ao F5 News que durante o recesso parlamentar foi procurado por pessoas que teriam sido vítimas de um servidor da instituição. “Recebemos durante o recesso documentos que comprovam indícios dessas rachadinhas, a exemplo de transferências bancárias feitas por trabalhadores de empresa terceirizada da Fundação Renascer para a conta de um filho de uma pessoa que exercia uma certa gerência dentro da Fundação. Era um cargo em comissão, ele foi nomeado para ajudar na administração da fundação e exigia dessas pessoas que recebem um salário, um salário mínimo e meio no mês, que pagassem para garantir que não seriam demitidas. É algo grave, que merece apuração”, afirma o parlamentar.

De acordo com Georgeo, os valores das transferências variam entre R$ 200 e R$ 300. Ele disse que encaminhou as denúncias ao Deotap e ao MPE, e espera que seja quebrado o sigilo bancário dos envolvidos para saber o montante dos valores repassados. O deputado disse ainda acreditar que outras pessoas teriam sido beneficiadas com o esquema.

O servidor comissionado exercia o cargo de coordenador geral de Segurança e foi exonerado no mês passado. As vítimas seriam pessoas contratadas para trabalhar na segurança da Fundação.

Por meio de nota enviada ao F5 News, a Fundação Renascer informou que tomou conhecimento da denúncia no dia 9 de julho, quando “afastou imediatamente o servidor das funções exercidas e instaurou Comissão de Sindicância Administrativa para apuração dos fatos''. Disse também que o servidor foi exonerado no dia 27 de julho. 

“A investigação segue em curso. A Renascer não compactua com este tipo de prática, nem se omite diante de qualquer irregularidade que seja devidamente comprovada”, diz a nota.
 

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Sergipe tem 16 casos novos de Covid-19 e um óbito registrado
23/09/2021  21h20 Sergipe tem 16 casos novos de Covid-19 e um óbito registrado
 ASN/Reprodução
23/09/2021  18h00 Governo do Estado planeja ações para mitigar os efeitos da seca
Justiça confirma prisão preventiva dos envolvidos no crime contra delegado
23/09/2021  17h35 Justiça confirma prisão preventiva dos envolvidos no crime contra delegado
Rede Social/Reprodução
23/09/2021  17h09 Chef de cozinha Luciano Moreira morre em acidente de trânsito em Aracaju
Sergipe confirma mais três casos da variante Delta do novo coronavírus
23/09/2021  16h41 Sergipe confirma mais três casos da variante Delta do novo coronavírus