Educação
Professores cobram segurança para retorno das aulas presenciais
Sindicato da categoria em Sergipe alega que medida só deveria ocorrer em 2021
Cotidiano | Por Aline Aragão 16/10/2020 16h30

Para o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Sergipe (Sintese), o retorno das aulas presenciais só deveria ocorrer em 2021 e com a adoção de medidas que garantam a segurança de alunos e professores. A manifestação se contrapõe ao fato de o Governo do Estado ter autorizado ontem (15), a retomada das atividades presenciais para as turmas do 3º ano do ensino médio e da Educação de Jovens e Adultos, a partir de 17 de novembro. Até lá, são cerca de 30 dias para estruturar as escolas.

“As escolas de Sergipe precisam passar por uma profunda reestruturação, mais ainda por conta do aumento do número de casos registrados nos últimos dias”, disse a presidente do Sintese, Ivonete Cruz.

Na reunião do Comitê nessa quinta-feira (15), a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura apresentou um documento com cinco diretrizes: sanitária, de infraestrutura, de pessoal, pedagógico e governança. O Sintese alega, porém, que há pouco tempo para tudo ser colocado em prática. 

“O governo do Estado tem que se apressar e trabalhar firme para garantir que todas as medidas que constam no protocolo da Seduc sejam efetivadas. Independente de quais turmas voltem, pessoas estarão trabalhando e é fundamental garantir a segurança e a saúde delas”, diz o Sintese.

Diante da proposta apresentada pelo governo, os professore devem se reunir em uma assembleia virtual, no próximo dia 21, para discutir o assunto.

De acordo com o Governo do Estado, a decisão da retomada gradual das atividades escolares foi tomada em conjunto com as instituições e órgãos vinculados à Educação que fazem parte do Comitê e se deu após estudos, avaliações e acompanhamento do cenário de outros estados brasileiros. "Também foi levada em consideração a proximidade das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro, e a possibilidade destes estudantes ingressarem em universidades", justifica.

A retomada presencial das atividades administrativas, operacionais e de apoio ao trabalho docente poderá acontecer a partir da próxima segunda-feira (19), nas instituições públicas e privadas, como também no ensino superior, condicionada ao cumprimento de uma série de medidas. As turmas deverão ser compostas somente por 50% da capacidade original, por exemplo, dentre outras regras. 

Estão autorizadas as aulas presenciais das turmas das terceiras séries do Ensino Médio Regular; concluintes da Educação Profissional Tecnológica (EPT), integrada ao Ensino Médio; Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Ensino Médio; cursos livres de pré-vestibulares; aulas e atividades práticas de cursos do ensino superior e aulas e atividades práticas de cursos de EPT. 

O retorno para as instituições privadas será partir do dia 03 de novembro.

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Com 83.794 casos, Sergipe chega a 2.172 mortes pelo coronavírus
25/10/2020  20h07 Com 83.794 casos, Sergipe chega a 2.172 mortes pelo coronavírus
Foto: divulgação
25/10/2020  18h20 Obra altera trânsito na avenida Anísio Azevedo, zona sul de Aracaju
Foto: SES/Reprodução
25/10/2020  07h00 Dia da Saúde Bucal: odontologista destaca importância da prevenção
Apreensões feitas pelas equipes do Denarc em Aracaju. Foto: SSP-SE
24/10/2020  10h03 Denarc apreende cocaína, maconha e material de campanha em Aracaju
SSP anuncia porte de arma e concurso público para a perícia em Sergipe
24/10/2020  09h58 SSP anuncia porte de arma e concurso público para a perícia em Sergipe