Aracaju
Sem repasses, Hospital São José corre risco de paralisar serviços médicos
Enfermaria e UTI de covid-19 poderão ter atendimento comprometido na unidade
Cotidiano | Por Laís de Melo 23/02/2021 11h42

O Hospital São José, localizado no bairro Santo Antônio, em Aracaju, enfrenta dificuldades financeiras e corre o risco de paralisar o atendimento especializado aos pacientes com covid-19 e demais serviços médicos ofertados na unidade. Segundo a direção do hospital, são os atrasos nos repasses das verbas de financiamento que estão comprometendo a assistência médica. 

As três esferas públicas (União, Estado e Município), estão com pagamentos atrasados em relação ao Hospital São José, conforme aponta o diretor da unidade, Fúlvio Leite. No que se refere à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Aracaju, o valor em aberto é de aproximadamente R$ 1 milhão, segundo informa o gestor. Outros R$ 2,5 milhões são referentes aos repasses estaduais, e estariam ainda em atraso mais de R$ 1 milhão do governo Federal. Ainda conforme o diretor, as notas em aberto são referentes aos meses de setembro de 2020 a janeiro deste ano. 

Alguns serviços já estão paralisados na unidade, como por exemplo os de otorrinolaringologia. “Os implantes cocleares e próteses auditivas não estão sendo ofertados porque as empresas que fornecem esses aparelhos não foram pagas. E devido ao não pagamento, elas param de fornecer os equipamentos. Até este final de semana, se não houver nenhum tipo de repasse, existe o risco de paralisarmos outros serviços”, aponta Fúlvio ao F5 News. 

Atualmente, o hospital conta com 19 leitos de enfermaria e outros seis de UTI para covid-19, que correm o risco de paralisar. “Tem vários serviços que ainda não receberam, como a enfermaria e UTI de covid, a saúde mental, saúde auditiva, saúde oftalmológica. Tem várias notas fiscais sem ter o recebimento. Isso está impactando diretamente no nosso serviço do hospital, afinal precisamos executar compras de medicação, EPIs e pagar os médicos dessas unidades”, cita o gestor. 

Em resposta, a Secretaria Municipal da Saúde informa que foram pagos R$ 363.633,70 nesta segunda (22). “A SMS possui contratos vigentes com o hospital São José, incluindo serviços como psiquiatria, saúde auditiva, cirurgias gerais entre outros; contrato de enfermaria de leito covid-19 e contrato de UTI covid-19. O município esclarece ainda que, apesar de possuir em aberto notas dos meses de outubro e setembro, em decorrência do encerramento do exercício financeiro, já realizou o encaminhamento dos processos de pagamento para o setor orçamentário e que, assim que os trâmites burocráticos foram finalizados, o montante de R$ 260.009,72 será quitado”, disse a pasta, em nota. 

Já a Secretaria de Estado da Saúde (SES) diz que não tem contrato com o Hospital São José, no entanto, é responsável pelos repasses da União para o Município de Aracaju, que é quem mantém contrato ativo com a unidade hospitalar. A SES afirmou ao F5 News que ainda esta semana fará o depósito referente aos repasses para Secretaria Municipal da Saúde.

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Foto: SMS/Reprodução
26/02/2021  14h47 Rodoviários entram em acordo com setor patronal e garantem benefícios
Foto: André Moreira/PMA/Reprodução
26/02/2021  13h15 Aracaju ainda não executa plano de gestão das praias da capital
PRF flagra motociclista trafegando com CNH suspensa na BR 101
26/02/2021  11h09 PRF flagra motociclista trafegando com CNH suspensa na BR 101
Mulher é atropelada e morre na zona Sul de Aracaju
26/02/2021  09h10 Mulher é atropelada e morre na zona Sul de Aracaju
Foto: F5 News
26/02/2021  08h38 Manifestantes bloqueiam Av. José Carlos Silva, na zona sul de Aracaju