Preocupação
Empresários temem baixo desempenho do turismo no ciclo junino em SE
Setor critica falta de planejamento e promoção dos eventos pelo Estado
Economia | Por Fernanda Araujo 01/06/2019 07h00 - Atualizado em 01/06/2019 15h17

Têm início neste sábado (1) os festejos juninos, mas os empresários sergipanos já sentem que neste ano a movimentação de turistas no período deve ser menor, tanto em hotéis, quanto nos bares e restaurantes. Os indicadores de desempenho têm se reduzido a cada ano, segundo as entidades que representam os setores.

Apesar de todos os meses de junho e julho – período também de férias escolares - existir uma expectativa de melhora da ocupação hoteleira, segundo a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis em Sergipe (ABIH), neste ano para todo mês de junho a ocupação deverá ter uma média de apenas 50%, menor que em anos anteriores, que registraram 80%.

Para o período de São João, a média de ocupação nos leitos de hotéis também é considerada baixa. Ainda que a rede hoteleira espere uma taxa de 85% a 90%, para o presidente da entidade, Antônio Carlos Franco Sobrinho, não se compara a pelo menos três ou quatro anos atrás, em que a ocupação chegou a 100%. “Ou seja, estamos registrando queda ano após ano”, diz o empresário.

Da mesma forma, proprietários de bares e restaurantes da Orla de Atalaia – principal cartão postal do estado - consideram este mês de junho e o período dos festejos juninos difíceis para o setor. “Se comparar esse mês de junho com o do ano passado, deve dar em torno de 30 a 40% de movimentação. O mês no ano passado foi muito melhor do que esse período que estamos passando agora. Em 20 anos de comércio na praia de Atalaia, nunca vi um período mais fraco que esse. No São João, vamos esperar que dê uma melhorada com o povo da terra mesmo”, afirma o vice-presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes Seccional Sergipe (Abrasel), Hamilton Santana.

Os empresários atribuem a queda à crise econômica no país, à redução e o alto preço de voos para Aracaju, mas apontam principalmente a falta de planejamento e os baixos investimentos nos festejos e na promoção do período junino, o que estaria afetando a cadeia produtiva do turismo no estado.

“É preciso estabelecer um planejamento, uma união entre as secretarias de Turismo, o setor privado, montar um calendário com ações estratégicas. Deixo aqui uma sugestão para que, em agosto desse ano, todos os personagens envolvidos nessa festa se reúnam e já comecem a trabalhar os festejos juninos de 2020. Infelizmente, já largamos na corrida nas últimas colocações, com um evento sem planejamento e com pouca divulgação, muito diferente de destinos como Bahia, Alagoas. Mas podemos reverter esse quadro. E está na hora de isso acontecer porque Sergipe precisar voltar a ser o País do Forró, gerando emprego, renda e aquecendo a economia”, entende Antônio Carlos Franco Sobrinho.

“Você tem que vender o turismo este ano já para o próximo ano, para que os hoteis e bares possam se programar, empresas de outros estados possam vender. Não se vende um roteiro turístico no mesmo mês para um evento. Eu sei que os empresários também têm que fazer a parte deles, mas a divulgação do estado não cabe a um bar. Ninguém vai vir para Aracaju por causa de um restaurante. Eu já faço minha parte, independente de ser São João, a minha casa tem programação junina o ano todo. Mas eu não perco a esperança, sou muito otimista”, declara Hamilton.

Sílvio Oliveira, jornalista e guia de turismo,  avalia que, mesmo em temporada de falta de recursos, os esforços estão sendo feitos por parte do poder público e da iniciativa privada, a exemplo da divulgação e ação feita pela ABIH Sergipe nos estados emissores de turistas para Sergipe, como ações do governo também.

No mês de maio, atividades de divulgação dos festejos juninos de Sergipe foram realizadas em Salvador, através do governo do Estado. Em um espaço dentro do maior shopping da capital baiana, artistas sergipanos foram convidados a tocar canções que representam o forró em Sergipe.

Para ele, falta união, planejamento e continuidade das ações. “Estive em Salvador nestes dias e vi a somação de esforços do governo de Sergipe para massificar e retomar os festejos juninos do estado. Divulgou Sergipe no maior shopping da capital baiana, no Congresso Nacional de Guias de Turismo e nos atrativos e pontos turísticos de Salvador. Falta maior interação entre o trade, mais planejamento e continuidade de ações de todos, porque turismo não se faz só com a iniciativa pública. Envolver mais os guias de turismo e profissionalizar os serviços também faz parte”, afirma Oliveira.

Investimentos

O portal F5 News procurou a Secretaria de Turismo para pedir dados sobre os investimentos atuais para os festejos juninos. "A respeito dos valores destinados a ações de promoção dos festejos juninos, a pasta não tem como repassar os dados porque a promoção ainda está em andamento e envolve parceiros da iniciativa privada”, respondeu a Setur.

Na última semana, o Ministério do Turismo anunciou um pacote de ações estratégicas para estimular o turismo no Nordeste, beneficiando os destinos com investimento total de R$ 200 milhões. Em Sergipe, as rotas turísticas estratégicas contempladas serão: Aracaju, São Cristóvão, Laranjeiras, Itabaiana, Estância e Canindé de São Francisco – polo Velho Chico.

A ideia é que os projetos a serem implementados aumentem a qualidade da oferta turística das rotas selecionadas no Nordeste. Serão 56 municípios da região contemplados pelo programa Investe Turismo, com pacote de ações de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, marketing, inovação e melhoria de serviços voltados para 26 regiões turísticas dos nove estados nordestinos. A meta é unir setor público e iniciativa privada para preparar e promover a competitividade de dez rotas turísticas estratégicas de toda a macrorregião.

 

*Colaborou Will Rodriguez 

**Com informações do Ministério do Turismo 

 

 

Mais Notícias de Economia
Feriados em dias úteis podem gerar perda de R$ 20 bilhões este ano
18/01/2020  14h30 Feriados em dias úteis podem gerar perda de R$ 20 bilhões este ano
Em 2020 só o feriado da Proclamação da República será em um domingo
Foto: Will Rodriguez/F5 News
18/01/2020  11h13 Licenciamento Anual 2020 com desconto será 13 de março
O valor pode ser também parcelado com cartão de crédito
Bolsonaro sanciona Orçamento com fundo eleitoral de R$ 2 bi
18/01/2020  10h19 Bolsonaro sanciona Orçamento com fundo eleitoral de R$ 2 bi
Anúncio foi feito pelo ministro Jorge Oliveira no Twitter
Foto: Arquivo F5 News
17/01/2020  16h00 Sergipe deixou de arrecadar cerca de R$ 1 bilhão por sonegação do ICMS
Ministério Público e Sefaz fazem ação conjunta para cobrar principais devedores
Foto: Arquivo F5 News
16/01/2020  16h55 Redução de preço da gasolina e diesel ainda não chegou aos postos
Fecombustíveis diz que repasse ao consumidor se dará depois da venda dos estoques