Permissão para estacionar não aumenta vendas no centro comercial | F5 News - Sergipe Atualizado

Permissão para estacionar não aumenta vendas no centro comercial
CDL explica que os próprios lojistas estacionam ocupando vagas
Economia 11/12/2012 16h02


Por Fernanda Araujo

O que era esperado, o aumento das vendas no fim de ano, após o retorno dos estacionamentos no centro de Aracaju (SE) e a cobrança dos estacionamentos dos shoppings da capital, para alguns lojistas, foi apenas ilusão.

Tanto na Rua de Itabaianinha (foto principal) quanto na Rua Arauá, os comerciantes estão receosos com o baixo movimento e a queda de vendas, acreditando ter prejuízos para o próximo ano. Segundo a gerente de uma loja de móveis do centro, Greice Oliveira, mesmo com o retorno dos estacionamentos, as vendas mantiveram o mesmo nível baixo. “Talvez as vendas caíram porque os clientes estão endividados. Mas tudo isso já foi discutido com a CDL, mas não depende só da gente, depende também do cliente”, acredita.

A gerente de uma loja de roupas, Daniela Lima (foto ao lado) contabiliza o prejuízo. “Nesse mesmo período no ano passado, eu vendi mais de R$ 50 mil na minha loja na Rua Santa Rosa, também no centro, hoje, até agora nem R$ 5 mil”, relata. Para amenizar a situação, ela e outros lojistas apostaram em entregas de mercadorias gratuitas e nas variadas promoções. “Faço promoções diferentes, com 15% e até 30% de desconto, a maioria do estoque estou dando promoção”, disse Daniela Lima.

Assim como ela, Lurdes Santos, outra gerente de uma loja de roupas femininas, tem feito promoções para não enfrentar possíveis dívidas. “Colocaram a culpa no estacionamento aí, que se fechassem ia diminuir o movimento, voltou e mesmo assim, pra dezembro está muito fraco. De 90%, as vendas caíram para aproximadamente 30%. Eu acreditava que com a cobrança dos estacionamentos dos shoppings, os clientes viriam ao centro, mas ninguém vai deixar de ir ao shopping”. A esperança delas agora, é que muitos clientes ainda irão receber o 13º salário.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), Samuel Schuster, foi constatado que a venda está fraca, entretanto, ele é otimista. “Está cedo ainda, eu acredito que a partir da próxima semana deve melhorar, pois já tem muita gente no comércio olhando os produtos. O brasileiro como sempre deixa de última hora, ainda vai entrar o 13º salário e o movimento sempre aumenta perto do Natal”.

Questionado sobre a esperança de aumento nas vendas com a volta da vagas no centro, segundo ele, não teria influência já que é normal a queda das vendas nesse período. Apesar disso, algumas situações têm influenciado. “O estacionamento não é o ideal ainda porque chega o próprio lojista, pára o carro pela manhã e só tira a noite. Chega o pessoal que trabalha nos bancos e faz a mesma coisa. Então, só vai melhorar quando voltar o parquímetro ou a Zona Azul, porque o limite máximo de parada é de duas horas e isso traz rotatividade. Outra coisa, o que pode melhorar é a construção do estacionamento que o prefeito eleito João Alves falou que faria no mercado”, afirma.

Mais Notícias de Economia
Rovena Rosa/Agência Brasil
04/07/2022  17h40 Demanda por voos domésticos tem queda de 2,5% no Brasil em maio
Taxa média de ocupação de aviões foi de 75,1%, menos 6,6% em relação a maio de 2019
Investimentos de fundos árabes no Brasil atingem US$ 20 bilhões
04/07/2022  14h45 Investimentos de fundos árabes no Brasil atingem US$ 20 bilhões
Presença na Expo Dubai gerou negócios com previsão de investimentos de US$ 10 bi
IPC-S recua em quatro capitais de maio para junho, diz FGV
04/07/2022  09h45 IPC-S recua em quatro capitais de maio para junho, diz FGV
Apesar disso, o IPC-S nacional, divulgado na semana passada, subiu 0,17 percentual
Valor dos combustíveis devem ser reduzidos em Sergipe
02/07/2022  16h45 Valor dos combustíveis devem ser reduzidos em Sergipe
Cálculo do ICMS será alterado a partir de convênio entre Estado e Confaz
UFS informa desligamento de ar condicionado nos campi para economizar
02/07/2022  07h40 UFS informa desligamento de ar condicionado nos campi para economizar
Medida entra em vigor na próxima segunda (4) e busca enfrentar cortes no orçamento