Procon Aracaju divulga nova pesquisa de preços dos cortes de carne | F5 News - Sergipe Atualizado

Procon Aracaju divulga nova pesquisa de preços dos cortes de carne
Houve variação nos valores desde o último levantamento em setembro de 2021
Economia | Por Antonio Cardoso 20/01/2022 13h15 - Atualizado em 20/01/2022 14h45


A nova pesquisa comparativa de preços dos cortes da carne na capital sergipana revela uma significativa variação nos valores dos últimos quatro meses. O levantamento foi feito pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju) e divulgado nesta quinta-feira (20).

Os dados foram recolhidos nesta quarta-feira (19) em sete estabelecimentos comerciais da capital sergipana, comparando os valores de 32 itens, entre eles, os cortes de carnes bovina, suína, frango e linguiça calabresa.

O filé de peito de frango varia de preço entre R$18 a R$22, por quilo. Em comparação com a última pesquisa do Procon Aracaju, feita em 17 de setembro de 2021, o preço variava entre R$ 17,90 a R$ 24,99.

E a coxa de frango, um quilo, tinha o menor preço, registrado em setembro por R$ 11,90, agora, o mais barato está em R$ 13. A coxa com sobrecoxa, também um quilo, tinha o valor mais baixo em R$ 10. O novo levantamento já aponta que o mais em conta sai por R$ 11,99. 

Já a peça de picanha registrou queda no preço com o menor valor em açougues de Aracaju por R$ 45 e o preço mais caro foi encontrado em R$ 62,99. Em relação à pesquisa de quatro meses atrás, o valor variava entre R$ 48,90 R$ 79,90. 

O acém (com osso) era encontrado desde o preço de R$ 21,99 até R$ 38. Agora, o consumidor encontra a peça entre os valores de R$ 18,99 e R$ 22,90, conforme indica a pesquisa. 

O levantamento é realizado periodicamente pelo Procon e busca estimular os consumidores a desenvolverem o hábito da pesquisa e a praticarem o consumo consciente. 

"É importante destacar que a variação de preços existe e é permitida, a partir da garantia da livre concorrência, que é instituída pela Constituição Federal. No entanto, devem ser consideradas as disposições do Código de Defesa do Consumidor (CDC), que proíbe a elevação injustificada de preços e também a exigência de vantagem manifestamente excessiva", alertou o coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes.

A pesquisa está disponível no site do Procon Aracaju. Para esclarecer dúvidas ou registrar denúncias, o órgão disponibiliza o número 151 e a linha telefônica (79) 3179-6040, que funcionam em dias úteis, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Também é possível encaminhar solicitações através do e-mail procon@aracaju.se.gov.br.

Estagiário sob supervisão da jornalista Aline Aragão

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Economia
Metrópoles/Reprodução
23/05/2022  10h50 Caixa paga parcela do Auxílio Brasil para Beneficiários NIS final 4
Marcos Rodrigues/ASN/Reprodução
23/05/2022  10h35 Bunge fecha operações para exportação de grãos através do Porto de Sergipe
Gasolina se aproxima de R$ 8 pela segunda semana seguida em Sergipe
23/05/2022  09h10 Gasolina se aproxima de R$ 8 pela segunda semana seguida em Sergipe
Saiba como fazer a declaração retificadora do Imposto de Renda
23/05/2022  07h09 Saiba como fazer a declaração retificadora do Imposto de Renda
Centro de Distribuição dos Correios (Elza Fiúza/Agência Brasil)
21/05/2022  15h55 Presidente descarta taxar compra por meio de aplicativos estrangeiros