Sergipe celebra Dia da Indústria com geração de oportunidades | F5 News - Sergipe Atualizado

Sergipe celebra Dia da Indústria com geração de oportunidades
Setor impulsiona desenvolvimento econômico e geração de emprego
Economia | Por Agência Sergipe 25/05/2024 13h07


Neste sábado, 25 de maio, é celebrado nacionalmente o Dia da Indústria. Nesta data, o Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), reforça a importância do setor para o desenvolvimento econômico e social da população, destacando que a indústria transforma a economia e também a vida dos sergipanos.

Para estimular a instalação de empreendimentos industriais, Sergipe oferece incentivos para empresas, através do programa que é considerado um dos mais atrativos para indústrias no Brasil: o Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI). O PSDI incentiva cerca de 430 empresas, incluindo aquelas que ainda estão em fase de implantação, gerando mais de 30 mil empregos para os sergipanos.

Um exemplo da transformação que a indústria gera na vida da população é o relatado pelo supervisor de produção Petrúcio José de Lima, que já trabalha no segmento industrial há 17 anos. Ao contar sua experiência, ele considera que a evolução social acompanha o desenvolvimento industrial.

“A indústria para mim tem um significado muito grande. Desde os 18 anos que estou na indústria. Ela se desenvolveu bastante e os colaboradores também se desenvolvem nesse crescimento. Eu não me vejo trabalhando em outra coisa. Barulho de máquina, transformação… é algo encantador”, avalia o operário.

Dentro da sua trajetória no setor industrial, Petrúcio trabalha há 10 anos na fábrica da Ferrocorte, localizada no Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro, uma das áreas industriais gerenciadas pelo Governo do Estado na região da Grande Aracaju. 

Petrúcio trabalha na unidade fabril desde a sua implantação, realizada através da concessão de incentivos estaduais - fiscal e locacional - do PSDI. Especializada na confecção de materiais de ferro para a construção civil, a Ferrocorte emprega cerca de 70 funcionários diretos.

PSDI

Segundo o empresário Ricardo Alexandre Gois, um dos principais efeitos da concessão de incentivos é o repasse para os produtos nas prateleiras. Ricardo é presidente da indústria de cosméticos DZC, situada no Núcleo Industrial do bairro Santa Maria, em Aracaju, e implantou a fábrica em 2003 através dos incentivos fiscal e locacional do PSDI. “O apoio nos dá competitividade, possibilidade de inovar nos produtos, ampliar nossa área de atuação e gerar mais emprego para o estado”, confirma.

O PSDI foi criado em 1991 com o objetivo de incentivar a implantação de novas indústrias e a ampliação daquelas já existentes, através de três incentivos: locacional, fiscal e de infraestrutura. O programa é gerenciado pela Sedetec, através da sua unidade vinculada, a Companhia do Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise).

O secretário da Sedetec, Valmor Barbosa, explica cada tipo de incentivo. “Através do PSDI, promovemos um ciclo virtuoso na economia. Oferecemos apoio fiscal, incluindo diferimento do ICMS em importações de bens de capital; apoio locacional, com cessão ou venda de terrenos industriais; e também investimos com apoio em infraestrutura, como sistemas de água e energia, para viabilizar empreendimentos”, ressalta.

Para o presidente da Codise, Ronaldo Guimarães, o programa é essencial para impulsionar o desenvolvimento industrial de Sergipe. “Estamos focados em atrair investimentos e promover o crescimento das indústrias em nosso estado. Nosso objetivo é criar um ambiente propício aos negócios e impulsionar a economia, bem como a geração de emprego e renda para os sergipanos”, afirma.

Oportunidades

Os incentivos concedidos pelo PSDI impactam diretamente na geração de empregos do norte ao sul sergipano. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Brasil (Caged), compilado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o período de janeiro de 2023 a março de 2024 registrou um saldo positivo na geração de empregos para Sergipe, tendo a atividade industrial como um dos destaques. O quantitativo foi de 491 novos postos de trabalho, com destaque para a indústria têxtil, com 406. O dado, que é analisado pelo Observatório de Sergipe, leva em conta os números mais recentes divulgados pela pesquisa.

A aprovação dos incentivos para as empresas é deliberada pelo Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI), vinculado à Sedetec. Em 2023, o CDI aprovou 24 novas empresas, resultando em um investimento superior a R$ 350 milhões e quase 1.100 novos empregos. Até abril de 2024, 15 empresas já foram aprovadas para receber os incentivos do PSDI, somando um investimento de R$ 880 milhões, com previsão de gerar 1.097 empregos para os sergipanos.

Cenário industrial sergipano

Sergipe possui Distritos e Núcleos Industriais, áreas estrategicamente planejadas para abrigar as indústrias beneficiadas pelo PSDI nos mais variados segmentos, como alimentício, plásticos, têxtil, cimento, calçados, cerâmica e bebidas. Ao todo, são oito Distritos Industriais: dois na capital Aracaju e os demais nos municípios de Estância, Propriá, Boquim, Itabaiana, Simão Dias e Tobias Barreto. Há, ainda, 16 Núcleos Industriais, que se espalham por diversas cidades sergipanas. As áreas são gerenciadas pela Codise.

“Ainda para este ano, está programada a revitalização de dois distritos industriais: Propriá e Estância. Temos também prevista a construção, reforma e ampliação de quatro galpões industriais, por meio da captação de emendas parlamentares. Essas iniciativas visam fornecer mais infraestrutura para as empresas interessadas em se instalar em nosso estado”, finaliza Ronaldo Guimarães.

Origem do Dia da Indústria

A criação desta data, que homenageia um dos setores mais importantes da economia, aconteceu em 1948. O Dia Nacional da Indústria foi escolhido em homenagem ao industrial, engenheiro civil, intelectual, administrador, empresário, escritor e político brasileiro Roberto Simonsen, que faleceu nessa mesma data, há 76 anos. Simonsen foi responsável pela primeira empresa de construção civil do país, além de fazer parte da consolidação do parque industrial do Brasil.

Mais Notícias de Economia
Erick OHara/Governo de Sergipe
25/06/2024  07h30 Governo do Estado inicia pagamento dos servidores nesta terça (25)
Ilustrativo/Freepik
24/06/2024  10h00 Brechós de luxo conquistam espaço em Aracaju; veja opções
Divulgação
24/06/2024  09h00 Lançamento do SUPERVENDAS acontecerá no próximo dia 25
Pixabay/Ilustrativo
23/06/2024  14h19 Portabilidade do saldo devedor do cartão de crédito começa em julho
Erick O'Hara/Reprodução
22/06/2024  13h12 Mais de 14 mil sergipanos são beneficiados por tecnologia de irrigação

F5 News Copyright © 2010-2024 F5 News - Sergipe Atualizado