Com 5 milhões de hectares, Sealba pode alavancar relevância agrícola do Nordeste | F5 News - Sergipe Atualizado

Com 5 milhões de hectares, Sealba pode alavancar relevância agrícola do Nordeste
Área é composta por municípios dos estados de Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia
Economia | Por Laís de Melo 22/01/2022 07h00


Sergipe, juntamente com Alagoas e o nordeste da Bahia, compõem uma área de mais de 5 milhões de hectares com alto potencial agrícola. Apesar de já consolidada na produção de grãos, cana de açúcar e também na pecuária, a região segue em desenvolvimento, podendo alavancar bons resultados na economia do Nordeste brasileiro. 

Foi de olho nesta expansão que nasceu a organização denominada Sealba: uma junção dos três estados, totalizando uma área com 171 municípios, sendo 69 sergipanos, 74 alagoanos e 28 do nordeste da Bahia. Segundo um estudo da Embrapa, todo esse território possui condições de solo e clima propícias à produção vegetal e animal, com elevado potencial de se tornar um território de grande relevância agrícola.

De acordo com o presidente do Sistema Faese/Senar, Ivan Sobral, o que definiu a área foram as ocorrências de chuva em volumes superiores a 450 mm, no período de abril a setembro, em pelo menos 50% da área total nos municípios. 

Sobral explica que esse volume pluvial pode garantir o cultivo de diversas culturas de grãos que já são consolidadas, mas possuem grande potencial de crescimento. “Temos uma boa produção nesta região, mas que também pode contribuir e crescer ainda mais. É uma região em desenvolvimento e expansão. Sem sombra de dúvidas, a região Sealba é muito importante para o Brasil”, destaca. 

Diversas instituições têm atuado em conjunto com a Sealba para o desenvolvimento da área. O Banco do Nordeste é um deles, com aplicações de crédito e operações aos pequenos, médios e grandes empresários do setor. De acordo com o gerente executivo de Desenvolvimento Territorial da instituição financeira, Lenin Falcão, em 2020 foram aplicados mais de R$ 623 milhões de recursos em crédito aos empresários agrícolas. 

O montante representa crescimento de 50% no que foi aplicado em 2020. Além disso, o gerente destaca o aumento no número de operações de crédito. Segundo ele, o crescimento foi de 10% em 2021, no comparativo com o ano anterior. 

“Foram quase 25 mil operações de crédito. Quando isso é colocado ao homem do campo, atinge muita gente: agricultores familiares, pequenos e médios produtores, que são esses que estão formando o Sealba”, disse Lenin.

E continua. “O Banco do Nordeste já vem trabalhando isso desde os primórdios, com o setor de crédito rural. Mas a cada ano vem melhorando os processos para que consiga atingir um público ainda maior, contribuindo paralelamente com o próprio desenvolvimento sustentável”. 

Segundo Lenin Falcão, ainda há muito para crescer e melhorar, no entanto, o gerente acredita que o montante de crédito rural já aplicado até o momento contribuiu significativamente para o desenvolvimento do homem do campo em Sergipe e no Nordeste como um todo.

Sealba Agro Show

Assim como cita o gerente do Banco do Nordeste, os pequenos e médios empreendedores são o grande marco para o desenvolvimento da região, e por isso se tornaram o foco do Sebrae Sergipe, instituição que estará presente no primeiro Sealba Agro Show, que acontecerá entre os dias 10 e 12 de fevereiro, no município de Itabaiana, com a presença de empresas de máquinas, implementos, insumos, veículos, genética e serviços, e com potencial de movimentar mais de R$ 50 milhões na economia sergipana. 

“Mesmo nessa crise, as pequenas empresas vêm há 16 meses com crescimento no número de empregos. Elas têm importância com sua agilidade e capacidade de reagir às situações mais adversas. No caso do Agro Show, as pequenas propriedades são uma característica de Sergipe, de forma que isso foi um chamado ao próprio Sebrae para estar presente e fomentando essa microeconomia de forma que mostra a relevância de Sergipe”, explica o diretor superintendente do Sebrae, Paulo do Eirado. 

Conforme Eirado, a região possui um período chuvoso diferenciado de todo o resto do Brasil e por isso se torna uma grande oportunidade de negócios. “Esse é um momento especial, onde juntamos o terceiro setor, os bancos e governos para realizar esse evento. É um momento ainda de crise e o Sealba Agro Show traz uma grande esperança para todos. Não só ligados ao agronegócio, mas também envolvendo turismo, comércio e outros setores, que participam indiretamente”, diz Eirado. 

O município de Itabaiana foi selecionado para sediar o evento. A escolha pela cidade se deu pelo fato de estar localizada na região central da organização territorial, além de ser uma cidade que comporta acolher os visitantes, sendo distante apenas 56 km da capital, Aracaju. 

“É importantíssimo Itabaiana sediar um evento como esse, do agronegócio, atividade que sustentou a economia durante a pandemia. Foi uma atividade que cresceu muito. Esperamos que a Sealba, que envolve três estados, seja um sucesso e um local de grandes negócios; para fomentar a economia de Sergipe. Itabaiana será a capital do agronegócio em 2022”, avalia Paulo do Eirado.

Para consultar a programação do Sealba Agro Show, basta clicar aqui

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Economia
Receita abre consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda
24/05/2022  10h00 Receita abre consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda
Com terceira queda seguida, dólar fecha o dia cotado a R$ 4,80
23/05/2022  19h55 Com terceira queda seguida, dólar fecha o dia cotado a R$ 4,80
Imposto de renda: 27% de contribuintes ainda não entregaram declaração
23/05/2022  14h55 Imposto de renda: 27% de contribuintes ainda não entregaram declaração
Reprodução/MDR
23/05/2022  12h10 Lançamentos do Casa Verde e Amarela caem 40% no 1º trimestre de 2022
Metrópoles/Reprodução
23/05/2022  10h50 Caixa paga parcela do Auxílio Brasil para Beneficiários NIS final 4