Belivaldo não deve mexer na Educação, Finanças, Segurança e Comunicação
Definição dos demais nomes que vão compor o primeiro escalão fica para depois do Natal
Política| Por Will Rodriguez 05/12/2018 10:20 - Atualizado em 05/12/2018 18:11

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), confirmou nesta quarta-feira (5) que não pretende mexer em pelo menos quatro das 14 Secretarias que comporão a estrutura administrativa da sua gestão a partir de janeiro de 2019. A permanência dos gestores, ressaltou o chefe do Executivo, depende tão somente da vontade própria deles.

Podem continuar secretários de Estado Sales Neto, na Comunicação; João Eloy na Segurança Pública; Josué Modesto na Educação e Ademário Alves na Fazenda - esses dois últimos nomeações pessoais do governador ao assumir o Estado em abril deste ano. A manutenção dos titulares, contudo, não significa que Belivaldo não tenha o desejo de fazer ajustes nas pastas.

“Eles estão dando conta do recado. Aqui manifesto o meu interesse de mantê-los na equipe, mas é claro que preciso saber se esse é também o desejo deles”, disse o governador Belivaldo Chagas, em entrevista à FAN FM, ressaltando que junto à Saúde, Educação e Segurança Pública são áreas das quais ele não abre mão de fazer a escolha pessoal dos respectivos secretários.

No novo desenho de estrutura administrativa apresentado por Belivaldo nessa terça-feira (4), o Estado passa a contar com 14 Secretarias. A confirmação dos demais nomes que devem compor o primeiro escalão da sua nova gestão fica para após o Natal, informou Belivaldo. Isso porque antes ele quer ouvir aliados e os atuais auxiliares, tarefa que ele deve começar a executar já na próxima segunda-feira (10).

Belivaldo afirmou que não está fechado para sugestões dos aliados políticos, mas advertiu que os nomes indicados devem seguir à risca o “perfil” por ele esperado. “Não estou com pressa. O apressado come cru. O nome não é o mais importante, o que me importa é o resultado”, declarou o governador, referindo-se a sua intenção de tornar o funcionamento da máquina administrativa mais eficiente e econômico .  

Mais Notícias de Política
15/12/2018 13:58 STJ nega retorno de Valmir Monteiro à Prefeitura de Lagarto
Prefeito afastado afirma que cumpre decisão, mas buscará meios para reassumir o cargo
15/12/2018 09:40 Laércio e Russomanno discutem aumento de taxas caso Cadastro Positivo não mude
Texto foi aprovado no Plenário da Câmara, mas os destaques ainda não foram votados
15/12/2018 08:00 Ana Lula avalia 16 anos como deputada e se despede da política
"Minha trajetória tem um projeto político estratégico que é de uma sociedade solidária", diz deputada
14/12/2018 16:55 TCE encontra irregularidades na folha de pagamento de Tobias Barreto
Gestor tem 10 dias para instaurar sindicância para apurar acúmulo indevido de cargos públicos
14/12/2018 08:30 Vereadores de Aracaju aprovam Lei Orçamentária Anual para 2019
Orçamento municipal previsto para 2019 é de R$ 2.382.816,00, 2,5% maior do que em 2018