Eleições 2020
Convenções oficializam pré-candidaturas à prefeitura de Aracaju; veja a lista
Primeiro turno das eleições municipais está marcado para 15 de novembro
Política | Por Will Rodriguez 13/09/2020 16h30 - Atualizado em 15/09/2020 14h48

Desde o final de semana estão sendo realizadas diversas convenções partidárias que homologaram as pré-candidaturas ao governo municipal de Aracaju. Em razão da pandemia do coronavírus, os eventos ocorreram em formato misto - presencial e online, medida autorizada pela Justiça Eleitoral para garantir maior segurança às reuniões.

As eleições municipais de 2020 estão marcadas para 15 de novembro. Nos municípios onde ocorrer segundo turno, a votação ocorrerá em 29 de novembro. Os horários de votação foram estendidos, das 7h às 17h, para evitar aglomerações.

A data limite para registro das candidaturas a prefeito é 26 de setembro. A partir desta data, os postulantes ao Executivo serão considerados oficialmente candidatos.

O PT pretende lançar Márcio Macedo na disputa, mas a convenção do partido está marcada para a quarta-feira (16). O DEM deve confirmar a pré-candidatura da delegada Georlize Teles na terça-feira (15). Abaixo, apenas os pré-candidatos de partidos que já realizaram suas convenções.

Alexis Pedrão (PSOL) - O professor de direito tem passagem pelo movimento sindical e ações do movimento negro sergipano. Ele já foi candidato a deputado estadual em 2010, a vereador em 2012, e agora, tentará chegar à Prefeitura de Aracaju numa chapa com Carol Quintiliano como pré-candidata a vice. De esquerda, seu projeto está pautado na redução das desigualdades social, racial e de gênero. 

Almeida Lima (PRTB) - Com uma extensa carreira política, o advogado tentará se eleger prefeito de Aracaju pela quarta-vez, função que já ocupou em entre 1994 e 1996 após a renúncia do então prefeito Jackson Barreto para concorrer ao governo de Sergipe. No pleito deste ano, deve concorrer com uma chapa puro-sangue, tendo como vice o médico Luís Eduardo Prado. O ex-secretário de Estado da Saúde tem defendido como principais bandeiras o fortalecimento do empreendedorismo e mudanças nas políticas públicas de saúde e educação. 

Danielle Garcia (Cidadania) - Neófita na política partidária, a delegada tem fundamentado sua pré-candidatura com um forte discurso de transparência e combate à corrupção, embasando-se no trabalho de maior notoriedade em sua carreira policial de quase duas décadas, comandando operações de grande repercussão deflagradas pelo Deotap. Danielle tentará chegar à PMA tendo o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) - derrotado por Edvaldo há quatro anos - como vice. 

Edvaldo Nogueira (PDT) - Com a maior base de sustentação, composta por nove partidos, o prefeito vai buscar a reeleição com o projeto denominado ‘Pela Cidade, Pela Vida’. Tendo administrado a capital sergipana em duas outras gestões, Nogueira agora tenta a recondução ao Executivo com a delegada Katarina Feitoza (PSD). Em todas as convenções, defendeu o argumento de que “nunca se fez tanto por Aracaju nos últimos 30 anos como nessa gestão”.

Gilvaní Santos (PSTU) - Formada em história pela UFBA, a petroleira deve encarar a disputa eleitoral com uma chapa puro-sangue, cujo vice indicado foi Waltemir Augusto. Em 2018, ela já foi candidata ao governo de Sergipe pelo mesmo partido. Na campanha deste ano, Gilvaní diz ter como meta a construção de um plano de governo de maneira coletiva, com aspectos relacionados à saúde e pandemia.

Lúcio Flávio (Avante) - O empresário confirmou sua pré-candidatura que, segundo ele, representa o agrupamento de cristãos, empresários bolsonaristas e conservadores de direita da capital. Líder do movimento Brasil 200 no estado, Lúcio Flávio tenta construir uma campanha alinhada à imagem do presidente Jair Bolsonaro, embora o chefe do Executivo já tenha declarado que não vai atuar nas eleições municipais. Para vice, o partido escolheu o católico Davi Calazans, que ocupa um cargo em comissão no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Paulo Márcio (DC) -  Delegado de polícia desde 2001, o democrata cristão já exerceu os cargos de Superintendente e Corregedor-Geral da Polícia Civil, além de ter presidido a Associação de Delegados da Polícia Civil (Adepol). Ao lado da missionária Simone Vieira, pré-candidata a vice, Paulo Márcio diz que está disposto a fazer “uma campanha ética e propositiva, apresentando um plano de governo que concilie rigor científico e sensibilidade social”.

Juraci Alves - O Partido da Mulher Brasileira (PMB) realizou a convenção na segunda-feira para oficializar a candidatura de Juraci Nunes a prefeito da capital sergipana. Compondo a chapa, como candidata a vice-prefeita, está Alda. Pré-candidato mais jovem de Aracaju, suas propostas de governo tem como fio condutor a área da educação.

Rodrigo Valadares - O deputado estadual oficializou a sua candidatura pelo PTB numa aliança com o Patriotas e o PMN denominada de Frente Conservadora que irá, segundo ele,  "opor de maneira frontal o projeto da esquerda em nossa cidade”. A pré-candidata a vice é a Bispa Maria Vanilda Mafort. 

 

Mais Notícias de Política
Na ONU, Bolsonaro diz que Brasil sofre campanha de desinformação sobre queimadas
22/09/2020  11h44 Na ONU, Bolsonaro diz que Brasil sofre campanha de desinformação sobre queimadas
Pelo segundo ano, Amazônia será tema de Bolsonaro em discurso na ONU
22/09/2020  07h10 Pelo segundo ano, Amazônia será tema de Bolsonaro em discurso na ONU
Belivaldo acata decisão de intervenção em Canindé de São Francisco
21/09/2020  19h30 Belivaldo acata decisão de intervenção em Canindé de São Francisco
André faz balanço da passagem pelo Rio e explica porque entregou o cargo
21/09/2020  10h20 André faz balanço da passagem pelo Rio e explica porque entregou o cargo
Ex-chanceleres apoiam Maia e criticam visita de secretário americano a Roraima
20/09/2020  20h47 Ex-chanceleres apoiam Maia e criticam visita de secretário americano a Roraima