Estrutura de PODER no Associativismo
Blogs e Colunas | Diego da Costa 08/11/2018 11:14

Falar de PODER é uma provocação para qualquer organização. Seja uma organização pública, particular, social, do terceiro setor ou até uma organização não governamental. Quero apresentar neste texto a estrutura de poder no associativismo, com seus voluntários. É um desafio. Desde 2001 participo de movimentos com pessoas e o poder sempre aparece é visível, evidente. Modelos de gestão, propostas de trabalho, projetos, processos seguem ao lado da estrutura de poder. Vou contar uma breve história: No inicio de 2001 fui convidado, com muita honra, para ser um dos fundadores do Rotary Club de Aracaju Nova Geração em Sergipe. Naquele momento já existia uma estrutura de poder para atender. Quem seria o primeiro presidente? Quais pessoas ocupariam as funções e os cargos de secretário, tesoureiro e, na época, as “avenidas” de serviços e trabalho? Naquele momento existiam quatro avenidas (serviços internos, profissionais, comunidade, internacionais) e comecei a ficar encantando com a estrutura que o Rotary apresentou. Fui o primeiro coordenador da Avenida de Serviços Internos do meu Club de Rotary. Já era chamado de Diretor. No ano de 2005, quatro anos mais tarde, conheci a Confederação Nacional de Jovens Empresários (CONAJE) e, também com muita honra, fui o fundador e primeiro presidente do Conselho de Jovens Empreendedores de Sergipe (CJE-SE). A estrutura básica formada era o presidente, vice-presidente, diretor financeiro e secretário. Naturalmente existiram outras diretorias. A mesma “Estrutura de Poder no Associativismo” aparecia novamente. Os anos passaram e aprendi demais com tudo isso. Quero neste pequeno texto apresentar alguns pontos de vista sobre as estruturas que fiz parte e o que pode melhorar. O associativismo está muito ligado ao trabalho voluntário e social. Neste caso, é indispensável, entender o perfil dos associados e saber motivar cada um para atuar dentro da estrutura organizacional estabelecida. Atenção: O autoritarismo não funciona! Falar o que as pessoas devem fazer, o que tem que fazer, não é bem visto pelo voluntário e pelo grupo. Uma dica simples e que todos devem seguir é falar as “palavras mágicas”: bom dia, boa tarde, boa noite, você está bem?, por favor, muito obrigado, ... Afinal de contas, “gentileza gera gentileza” e assim a sua associação vai longe. Há vale lembrar que colocar-se na posição de vítima não adiantará muito. Faça! Realize! Não use frases assim: Eu estou sozinho, não tenho ajuda das pessoas, ninguém acompanha as minhas ações. Mude, use frases assim: Obrigado pela oportunidade de realizar esta ação, somos um time de verdade, estamos no caminho certo, quando você poderá me ajudar neste trabalho? Seja o protagonista, seja autorresponsável. Motivar pessoas é uma tarefa especial para toda liderança e o voluntário da associação é um líder. Fazer o que tem que ser feito e sem querer fazer é determinante para realizar. Fique atento aos comportamentos dos seus pares. A reciprocidade é palavra de ordem no associativismo. As pessoas querem ajudar e contribuir com você, só que você precisa primeiro, primeiro contribuir com as pessoas. Bom, poderia ficar aqui escrevendo, escrevendo e escrevendo muito sobre este tema que gosto demais. Eu quero que você entenda o seu comportamento para depois entender o comportamento dos outros. Entendeu? Espero que tenha gostado deste pequeno texto que escrevi, segue lá o meu instagram (@diegodacosta_oficial) e meu canal no YouTube: Adm. Diego da Costa. Muito obrigado!

Notícias em Sergipe
Mais Notícias de Diego da Costa
16/11/2018 06:21 O meu sentimento é importante?
18/10/2018 11:17 CHAPA 1 para o CFA e CRA-SE
03/09/2018 11:58 Como está a sua resiliência?
20/08/2018 16:53 CHAPA 1 é homologada
23/07/2018 10:55 Empresas familiares e processo decisório
Blogs e Colunas
Diego da Costa
Diego da Costa é Administrador, CRA-SE 203501, Especialista em Marketing, Líder Coach Psicopositivo, Coach ISOR, Conselheiro Federal de Administração representando Sergipe, Associado fundador do Rotary Club de Aracaju Nova Geração, fundador do Conselho de Jovens Empreendedores de Sergipe, Consultor e Mentor.

E-mail: diego.costa@crase.org.br


O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.