Armas de agressor de violência doméstica terão que ser apreendidas
Texto sancionado verifica registro para porte ou posse de arma de fogo
Brasil e Mundo | Por Agência Brasil 09/10/2019 08h55 - Atualizado em 09/10/2019 08h32

O Diário Oficial da União publica nesta quarta-feira (9) lei sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que altera a Lei Maria da Penha, para prever a “apreensão imediata de arma de fogo sob a posse de agressor em casos de violência doméstica”.

O texto sancionado manda verificar se o agressor possui registro de porte ou posse de arma de fogo e, na hipótese de existência, juntar aos autos do processo investigativo essa informação.

A lei determina também que a instituição responsável pela concessão do registro ou da emissão do porte, nos termos do Estatuto do Desarmamento, seja notificada da ocorrência.

Segundo o projeto Relógios da Violência do Instituto Maria da Penha (IMP), a cada 7,2 segundos uma mulher sofre agressão física no Brasil.

 

Mais Notícias de Brasil e Mundo
Marinha intensifica fiscalização das embarcações no carnaval
23/02/2020  16h08 Marinha intensifica fiscalização das embarcações no carnaval
Operação Verão 2020 – Mares Seguros e Limpos fiscaliza aspectos de segurança
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
23/02/2020  15h51 Coronavírus: brasileiros deixam quarentena na Base Aérea de Anápolis
Todos repatriados foram liberados da quarentena quatro dias antes do previsto
Foto: Warley de Andrade/ TV Brasil
23/02/2020  11h10 Coronavírus: grupo em quarentena em Anápolis será liberado neste domingo
Últimos exames em repatriados da China deram negativo para a doença
Foto: Débora Brito
22/02/2020  18h46 Capes divulga na próxima semana bolsas para mestrado e doutorado
Não são novas bolsas, mas as existentes que serão redistribuídas aos alunos
Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar
22/02/2020  18h32 Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar
Em 2019 foram registradas 129 denúncias contra esse tipo de trabalho