Moradores reclamam de transtornos com obra na Euclides Figueiredo
Prefeitura de Aracaju nega que serviços estejam paralisados
Cotidiano| Por Fernanda Araujo 22/05/2019 17:21 - Atualizado em 22/05/2019 17:33

Com as fortes chuvas que atingem a capital sergipana nas últimas 12 horas, a população que reside na avenida Euclides Figueiredo, zona Norte de Aracaju (SE), continua enfrentando transtornos. A bronca, no entanto, piora porque, segundo os moradores, a obra executada pela Prefeitura de Aracaju desde o início do ano estaria abandonada.

Moradores relatam que os alagamentos continuam, inclusive invadindo as residências. A obra que deve solucionar os alagamentos no local teria sido paralisada depois que a empresa responsável suspendeu os serviços por falta de pagamento de três faturas, conforme relatou um morador.

"O prefeito fica enganando a gente, dizendo que a obra, que na verdade é nos 1.200 metros e nem é na avenida toda, não está pronta porque tirou os funcionários para fazer tubulação. Só que parou o da Euclides, do Moema Mary e o da comunidade da Rosa do Sol. Dois comerciantes da Euclides já fecharam lojas porque não aguentam mais", disse o motorista Ancelmo Pereira da Silva ao F5 News, ressaltando que chegou a procurar solução para a avenida há dois anos no Ministério Público.

Com o tráfego da avenida interrompido em um dos sentidos para a obra, segundo ele o risco também é para a segurança dos moradores que chegam em casa tarde da noite. "Quem pega ônibus e mora na Euclides tem que descer no Pau Ferro ou no terminal da Maracaju e andar um quilômetro e meio para ir para casa. Eu moro no meio do trecho, temos que passar na escuridão e sem segurança. Já ocorreram assaltos assim. No Moema Mary, vizinho, também não pode passar carro", destaca Ancelmo.

As comunidades da Euclides Figueiredo e do Moema Mary prometem fechar a avenida nos dois sentidos em ato público na próxima segunda-feira (27), nos trechos entre os bairros Lamarão e Soledade.

Por meio de nota, a Prefeitura de Aracaju negou que a obra esteja abandonada e relatou que os serviços são monitorados na área, tendo inclusive equipes trabalhando no local. Na manhã de hoje, equipes da Defesa Civil e da Emurb estiveram na avenida. O Município afirma que reconhece que obras como essa geram transtornos, mas que o serviço segue conforme planejado, previsto para conclusão no final do ano.

Segue a nota na íntegra:

"No momento, os operários estão confeccionando as células da tubulação de drenagem no canteiro de obras. Quando estiverem prontas, eles voltam a escavar para implantá-las. Todo o pessoal está concentrado na produção dessas manilhas. O planejamento da obra é feito para que só faça abertura na avenida no momento de colocar essas células. Já no Loteamento Moema Mary, a obra foi dividida em duas etapas: a primeira compreende a infraestrutura de oito ruas e a contenção do morro. Nessa etapa estão sendo investidos R$ 2,4 milhões e, das oito ruas contempladas, sete já estão concluídas. Até o mês de junho essa etapa será concluída. A obra da segunda etapa compreende a infraestrutura de 10 ruas, com investimentos de R$ 2,8 milhões. No momento estão sendo feitos topografia e implantação de drenagem. As obras não estão paralisadas, o cronograma e pagamento estão dentro do planejado e a previsão é de que sejam concluídas até o final do ano", completa.

 

 

Mais Notícias de Cotidiano
23/09/2019 07:20 Secretaria da Saúde abre inscrições para novo processo seletivo
Segundo o edital, 50% das vagas serão reservadas para recém-formados
23/09/2019 07:05 São Cristóvão: inscrições para concurso do magistério terminam nesta segunda
Serão ofertadas 27 vagas em áreas distintas da Educação Básica
22/09/2019 16:25 Sentidos Norte e Sul da Beira Mar ficam em meia pista nesta segunda
Recapeamento segue das 5h às 17h; SMTT recomenda rotas alternativas
22/09/2019 16:18 CPTran realiza primeiro passeio ciclístico na Orla de Atalaia
Projeto reuniu mais de 500 pessoas para ajudar instituições
22/09/2019 15:16 Homem morre em confronto com a PM após atirar no próprio filho 
Crime aconteceu no município de Tobias Barreto, Centro Sul de Sergipe