Aneel atribui aumento no preço da energia ao dólar e à falta de chuva
Segundo agência reguladora do setor, bandeira tarifária para fevereiro é a amarela
Economia | Por Saullo Hipolito 22/02/2021 19h48 - Atualizado em 23/02/2021 08h46

Desde que a pandemia de covid-19 se instaurou no Brasil, diversos setores da economia acumularam saldos negativos. A consequência foi notada no bolso dos consumidores, que veem aumentos nas tarifas, entre elas a da energia. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a conta de luz dos brasileiros deve subir, em média, 13% em 2021.

A justificativa para os recentes aumentos está relacionada à alta do dólar, já que muitas distribuidoras, das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, compram energia da hidrelétrica de Itaipu e o consumo é precificado com base na moeda oficial dos Estados Unidos.

O setor de Comunicação da Aneel disse em entrevista ao F5 News que o aumento da tarifa de energia na casa dos brasileiros está relacionada também à alta do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) e à escassez de chuvas, que faz com que se produza mais energia via termelétricas, uma fonte mais cara que as hidrelétricas, como exemplificou a Agência ao portal.

Em relação a Sergipe, não foi possível estimar o percentual de aumento na conta de energia da população até o mês de fevereiro. De acordo com a Aneel, cada distribuidora reajusta suas tarifas em uma data e ainda não há previsão para o mês de fevereiro. A Energisa Sergipe, responsável pela distribuição da energia na maior parte do estado, aplica o reajuste tarifário de acordo com a data do contrato de concessão, ou seja, dia 22 de abril.

Bandeira amarela

A bandeira tarifária determinada pela Aneel para este mês de fevereiro é a amarela, ou seja, é quando há condições de geração menos favoráveis e a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,015 para cada quilowatt-hora (kWh) consumido. Por essa razão, é imprescindível economizar.

Confira abaixo algumas dicas dadas pela Energisa:

Chuveiro elétrico

● Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos
●  Selecionar a temperatura morna no verão

Ar-condicionado

● Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado
● Manter os filtros limpos
● Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar-condicionado
● Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

Geladeira

● Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário
● Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções
● Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira
● Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não a utilizar para secar panos
● Não forrar as prateleiras
● Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

Iluminação

● Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras

Ferro de passar

● Juntar roupas para passar de uma só vez
● Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura
● Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa

Aparelhos em stand-by

● Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Economia
IPVA: Sergipe arrecada R$ 40 milhões com o imposto em menos de dois meses
26/02/2021  15h00 IPVA: Sergipe arrecada R$ 40 milhões com o imposto em menos de dois meses
Banco do Nordeste investe R$ 1,4 bilhão em operações de crédito em Sergipe
26/02/2021  12h37 Banco do Nordeste investe R$ 1,4 bilhão em operações de crédito em Sergipe
Obras da Orla Sul geram entusiasmo para empresários do setor turístico e população
26/02/2021  12h05 Obras da Orla Sul geram entusiasmo para empresários do setor turístico e população
Desemprego recua para 13,9% no 4º trimestre, mas é o maior para o ano
26/02/2021  10h36 Desemprego recua para 13,9% no 4º trimestre, mas é o maior para o ano
Servidores do Estado e de Aracaju recebem salários de fevereiro nesta sexta
26/02/2021  07h57 Servidores do Estado e de Aracaju recebem salários de fevereiro nesta sexta