Deputado levará representação contra frigorífico ao MP
Gilmar denuncia retirada e uso de água de barragem pública por frigorífico
Política 15/05/2019 16:30 - Atualizado em 15/05/2019 17:32

No momento em que se discute e impõe limitações ao funcionamento dos matadouros no estado, onde apenas dois frigoríficos privados, um em Propriá e outro em Itabaiana, estão aptos ao funcionamento, o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC), ao utilizar a tribuna da Assembleia Legislativa (Alese), nesta quarta-feira, 15, denunciou a retirada e uso de água de barragem pública por um dos frigoríficos.

“Tenho uma gravação que prova que até recentemente, o frigorífico localizado nas imediações de Itabaiana vinha tirando água da barragem pública, localizada no município de Itabaiana, para abastecer o próprio frigorífico e o seu trabalho. Um frigorífico privado”, denunciou Gilmar.

O parlamentar levará representação contra o frigorífico ao Ministério Público. “Tenho certeza que o MP não apoia que o ente privado se utilize de algo público para lucrar, deixando de fazer o que devia. É esse o frigorífico que se quer para substituir o matadouro de Itabaiana, que é um dos melhores do estado?”, questionou Gilmar ao lamentar que o fechamento do matadouro de Itabaiana tem prejudicado bastante a feira do município, uma das maiores do Nordeste.

Fonte: Assessoria do parlamentar

Mais Notícias de Política
23/08/2019 11:25 Vereador Palhaço Soneca é expulso do Cidadania por participação em festa
Mesmo estando de licença médica, parlamentar foi flagrado na Festa do Mastro
23/08/2019 08:13 Bolsonaro: Países usam incêndios para tentar prejudicar o Brasil
22/08/2019 18:02 Edvaldo busca apoio de senadores para financiamento do BID
Projeto de financiamento de R$ 300 milhões precisa ser aprovado em comissão do Senado
22/08/2019 17:30 Laércio defende em São Paulo desoneração da folha de pagamento
Medida deve contribuir para geração de mais empregos no país, diz deputado
22/08/2019 13:38 Vereador de Aracaju denuncia demora para realização de cirurgia
“As pessoas estão peregrinando em busca de uma cirurgia”, diz Manuel Marcos