Aracaju
Edvaldo Nogueira critica vereadores que questionaram empréstimos
Segundo o prefeito, recurso servirá para construção de casas em benefício da população carente
Política | Por Will Rodriguez 14/06/2019 16h50 - Atualizado em 14/06/2019 16h29

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), teceu críticas aos vereadores de oposição que questionaram os empréstimos que a Prefeitura de Aracaju pretende contrair junto à Caixa Econômica Federal (Caixa). O gestor argumentou que a verba servirá para equacionar o déficit habitacional do município, beneficiando a população das zonas mais carentes da capital sergipana.

O imbróglio se estabeleceu porque, apesar de as operações de crédito já terem sido autorizadas em Lei pelos vereadores no mês de abril, precisaram voltar às pressas para o Legislativo esta semana com emendas que incluíram as receitas tributárias do Município como garantias.

Segundo o prefeito, a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) alterou as condições de execução e amortização do financiamento que, agora, poderá ser feito “sem garantia da União, valendo-se como garantia os créditos provenientes das receitas tributárias”, a exemplo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 

“A STN nos orientou a fazer a alteração nas leis autorizadoras dos empréstimos, retirando a necessidade de aval da União e aprovação no Senado. Como Aracaju voltou a ter uma avaliação positiva da sua capacidade de endividamento, o trâmite destes nossos pedidos de empréstimos será mais ágil”, disse Edvaldo.

O primeiro empréstimo no valor de R$ 117 milhões será para a construção de 1.102 casas no bairro 17 de Março, para as famílias que hoje residem na Ocupação das Mangabeiras, e o outro, no valor de R$ 19 milhões, para modernização administrativa. Edvaldo rechaçou as reações contrárias dos parlamentares da bancada de oposição.

“Às vezes o pessoal da oposição fala as coisas sem o devido conhecimento. Essa medida desburocratiza a operação. Tem muita gente falando apenas no intuito de prejudicar a cidade. Imaginem o que seria se nós perdêssemos esse recurso para 1.200 casas. É para mim? Sou eu quem vou morar? Não. É para o povo pobre. Eu hein, o mundo está de cabeça para baixo”, afirmou Edvaldo.

Mais Notícias de Política
Belivaldo envia PEC da Reforma da Previdência Estadual à Alese
12/12/2019  12h27 Belivaldo envia PEC da Reforma da Previdência Estadual à Alese
Confira as mudanças propostas pelo governo de Sergipe para aposentadoria
Foto: César de Oliveira/CMA/Reprodução
11/12/2019  17h17 Projetos do Executivo são aprovados em 1ª votação na Câmara de Aracaju
Vereador reclama de pouco tempo para analisar as proposituras do Executivo
Senador move ação contra retorno do conselheiro Flávio ao TCE
11/12/2019  09h52 Senador move ação contra retorno do conselheiro Flávio ao TCE
Na ação, Alessandro Vieira também quer impedir pagamento de parcelas indenizatórias
Foto: Gilton Rosas/CMA/Reprodução
10/12/2019  16h56 Vereador de Aracaju denuncia falta de macas no Samu
Isac Silveira apresentou um vídeo que mostra macas não utilizadas no Huse
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Reprodução
10/12/2019  14h27 No Senado, CCJ aprova pacote anticrime e prisão em segunda instância
Pacote pode ter votação final no plenário da Casa até amanhã