Direitos Humanos
Oficialização da Libras é tema de audiência pública em Sergipe
A proposta é inserir a oficialização na Constituição Federal através de PEC
Política 13/12/2019 15h55 - Atualizado em 13/12/2019 16h03

A oficialização da Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi tema de audiência pública conjunta realizada nesta sexta-feira, 13, na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). Realizada pelo vereador Lucas Aribé (PSB), pelo deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) e pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania), a sessão teve como tema “A oficialização da Libras e seus reflexos”. 

Durante toda a manhã, a pauta foi a campanha #OficializaLibras, que tem como objetivo tornar a língua o segundo idioma do país. Apesar de ser reconhecida pela lei 10.436/2002, a Libras ainda não é oficializada. Apoiador da causa, o vereador Lucas Aribé reforçou a necessidade de lutar pela inclusão da pessoa surda, sobretudo através da comunicação. 

“A Libras é reconhecida em algumas leis, mas não está na Constituição. Precisamos garantir essa conquista, para que o poder público e a sociedade possam começar a disseminar mudanças e promover um novo comportamento, construindo um mundo mais inclusivo. Libras é uma língua brasileira, e isso a torna mais importante, no nosso país, que as línguas estrangeiras, como Inglês ou Espanhol”, pondera Lucas. 

O movimento é iniciativa da advogada Kamila de Souza Gouveia, autora da Ideia Legislativa publicada no portal e-Cidadania, do Senado Federal, que busca tornar a Libras uma língua oficial. “Estamos falando de ser humano. A pessoa surda já vem de um histórico de segregação e exclusão. Nossa proposta é reconhecer a singularidade linguística da pessoa surda. Não ter a audição não impede a participação deles na sociedade”, defende Kamila. 

A proposta é inserir a oficialização na Constituição Federal através de PEC, que está sendo defendida pelo senador Alessandro Vieira. “Nosso papel é servir como um meio para que a voz do cidadão ecoe. Eu lamento não ter aprendido Libras quando mais jovem, mas, se agora posso fazer algo para contribuir para que outros aprendam, com certeza irei contribuir. É preciso que busquemos educar as pessoas sobre comunicação, acessibilidade e respeito, principalmente, com o ser humano”, pontuou. 

Também realizador da audiência, o deputado estadual Georgeo Passos destacou a importância de enxergar as necessidades do próximo e ratificou seu posicionamento a favor da oficialização. “São pessoas que muitas vezes são excluídas. São iniciativas como essa que inspiram. Não é uma causa sergipana ou brasileira: estamos falando de uma causa mundial, que pode transformar vidas e nos tornar iguais. Algumas pessoas acham que isso é uma besteira, porque não vivem no dia a dia as dificuldades. Nós não aprendemos Libras e isso dificulta a comunicação de todos. Precisamos mudar essa realidade e oficializar esse idioma em nossa Constituição. E vamos conseguir vencer”, garante o deputado. 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais Notícias de Política
Foto: Ana Lícia Menezes/PMA
10/08/2020  17h07 Covid: Edvaldo decreta luto em Aracaju pelas mais de 100 mil mortes no país
10/08/2020  08h04 "Não vejo nada de novo na oposição", afirma o deputado Fábio Mitidieri
Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano
09/08/2020  16h18 Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
08/08/2020  11h53 Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy
Presidente Jair Bolsonaro visita Sergipe no dia 17 de agosto
07/08/2020  19h41 Presidente Jair Bolsonaro visita Sergipe no dia 17 de agosto