Histórias do Agro Sergipano (Capítulo X) | Haroldo Araújo Filho | F5 News - Sergipe Atualizado

Histórias do Agro Sergipano (Capítulo X)
Trinta anos do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Blogs e Colunas | Haroldo Araújo Filho 23/05/2022 07h00

Inexoravelmente, na retaguarda de qualquer história exitosa do Agro sergipano sempre haverá um profissional de Agronomia, seja na execução direta da atividade, nas consultorias e recomendações técnicas ou até mesmo na utilização de práticas inventadas ou aperfeiçoadas por algum deste.

Reconhecendo o valor desses profissionais, em especial, daqueles graduados em Sergipe, é que o capítulo de hoje se volta para escrever sobre os 30 anos do curso de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Primeiramente é importante ressaltar que, por anos a fio, se ansiou por um curso de Engenharia Agronômica em Sergipe. Afinal, era incompreensível que uma atividade centenária como esta ainda não tivesse um curso de ensino superior em terras sergipanas, fato este que forçava o deslocamento para outros estados, em especial, Bahia e Pernambuco, dos interessados em estudar Agronomia.

A aspiração de se ter um curso de Agronomia em Sergipe começou a se concretizar quando a UFS, em 1990, cria o Núcleo de Estudos Agrários (NEA), composto por pesquisadores e técnicos especialistas na cultura de cana-de-açúcar, absorvidos através da extinção do Instituto de Açúcar e Álcool (IAA/Planalsucar).

A criação do NEA proporcionou as condições necessárias para a implantação do tão almejado Curso de Engenharia Agronômica em nosso estado, sendo, finalmente, criado em setembro de 1991, através de resolução 04/91 do Conselho Superior Universitário e que teve o ingresso de sua primeira turma de vinte alunos em março de 1992.

Claro que os primeiros anos da Engenharia Agronômica não foram fáceis. Este colunista é testemunha, afinal, ingressei na terceira turma, no ano de 1994. Porém, graças ao afinco nos estudos dos primeiros discentes e, em especial, ao esforço dos abnegados professores que fizeram o início deste curso (Marcos Cabral, Paulo Roberto Porto, Antonino Campos, Ivete, Emannuel Franco Filho, Pedro Viegas, Givaldo Hipólito, Antenor Aguiar, Veronaldo Souza, Sandro Holanda e Inajá Francisco) que este curso se consolidou sobejamente. Atualmente contando com um Campus rural de 166 hectares, 12 laboratórios, 32 projetos de iniciação científica extensão, cursos de especialização, mestrado e doutorado.

Ademais, o retumbante sucesso deste curso foi mola propulsora para que a UFS criasse o Centro de Ciências Agrárias Aplicadas (CCAA), já não mais somente com o curso de Engenharia Agronômica, mas também com os cursos de Ciências Florestais, Engenharia Agrícola, Engenharia de Pesca e Aquicultura, Medicina Veterinária, Zootecnia, Agroindústria e, em 2014, com o Campus do Sertão.

É por tudo isso que os que fazem o Agro Sergipano tem motivos de sobra para se orgulhar do Curso de Engenharia Agronômica da UFS, especialmente, os já 561 profissionais formados por lá e os 22 competentes docentes do seu Departamento, pois, atualmente, é considerado como sendo um dos melhores cursos do Nordeste, obtendo nota 5 no ENADE/19 (escala de 1-5).

Nota: Agradecemos as preciosas informações fornecidas pelo professor Marcos Cabral Barretto, um dos pioneiros do curso, e pelo atual chefe do Departamento de Engenharia Agronômica, o professor Airon José da Silva.

Mais Notícias de Haroldo Araújo Filho
Histórias do Agro Sergipano (Capítulo XI)
20/06/2022  07h00 Histórias do Agro Sergipano (Capítulo XI)
Foto internet
06/06/2022  07h00 Sucessão familiar no rural brasileiro.
Latuff cartoons
09/05/2022  07h00 A vilanização do agronegócio brasileiro
Histórias do Agro Sergipano (Capítulo IX)
25/04/2022  07h00 Histórias do Agro Sergipano (Capítulo IX)
Ministra Tereza Cristina. Foto: MAPA
01/04/2022  11h15 Ministra Tereza Cristina

Blogs e Colunas
Haroldo Araújo Filho
Haroldo Araújo Filho

Engenheiro Agrônomo do Incra/Ministério da Agricultura, formado pela Universidade Federal de Sergipe, pós-graduado em Irrigação (UFS). Secretário de agricultura de Riachão do Dantas (2005-2007); Superintendente regional do Incra em Sergipe ( 2016-2017); Delegado da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário em Sergipe (2017). Antes de ingressar no serviço público atuou em empresas comerciais do ramo agropecuário.

E-mail: hafaraujo@yahoo.com.br

O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.