A conta do aumento do Auxílio Brasil já tá paga | Marcio Rocha | F5 News - Sergipe Atualizado

A conta do aumento do Auxílio Brasil já tá paga
Blogs e Colunas | Marcio Rocha 30/07/2022 02h25

O que mais se falou nas últimas semanas sobre a PEC das Bondades, ou PEC Kamikaze, de acordo com cada visão política, foi sobre como custear os quase 42 bilhões que serão investidos para manutenção dos benefícios concedidos pelo Governo Federal para amenizar os problemas colaterais da crise econômica que atingiu o país desde o início da pandemia em 2020. Pois bem, descomplicaram a economia. Depois do anúncio feito nesta semana pela Petrobrás, uma das partes da conta já está paga. O valor do aumento do Auxílio Brasil para R$ 600.

No segundo trimestre deste ano, a Petrobrás anunciou a sua habitual distribuição de dividendos entre os seus acionistas. A monta total é de R$ 87,8 bilhões. É muito dinheiro que a empresa conseguiu lucrar após todos os problemas que veio enfrentando desde a década passada. Esses recursos são uma antecipação dos ganhos dos acionistas. E como o Governo Federal é, e nunca deve deixar de ser, o maior acionista da empresa petrolífera, receberá um valor considerável como parte da distribuição dos dividendos.

Ou seja, a conta tá paga no que diz respeito à elevação do valor pago pelo Auxílio Brasil. O aumento para R$ 600 por pessoa vai custar R$ 26 bilhões aos cofres públicos. E somente em dividendos da Petrobrás, o Tesouro Nacional receberá R$ 25 bilhões. Além disso, o BNDES também receberá sua parte dos resultados, somando mais 7 bilhões de reais. Então o Governo Federal receberá sozinho, 32 bilhões de reais provenientes da valorização da empresa e seus lucros.

Esses 87 bilhões de reais que a Petrobrás vai distribuir já foram explicados acima, mas essencialmente sua origem é proveniente da elevação nas vendas de combustíveis e pelo preço do petróleo bruto. Devemos lembrar que o Brasil é autossuficiente em produção de petróleo, mas não em refino. O que faz com que exportemos óleo bruto e importemos gasolina e óleo diesel.

Há uma expectativa entre os principais agentes dos organismos que estudam a economia com profundidade, que somente em dividendos, a Petrobrás possa pagar mais de 100 bilhões de reais neste ano. O que mostra que a empresa está de volta ao patamar que nunca deveria ter deixado, de uma das maiores e mais lucrativas do mundo. Isso fortalece o Brasil no mercado internacional e ajudará a potencializar o interesse de empresas e investidores estrangeiros para o processo de exploração do gás natural no país.

E quem vai passar a ganhar ainda mais com isso? Sergipe, que devido à atuação do deputado Laércio Oliveira, relator da Lei do Gás, aliado ao fato de possuir a maior jazida de gás natural da América do Sul, em um médio intervalo de tempo, poderá auferir bons resultados desse processo de exploração e uso, descomplicando ainda mais a vida de nosso estado, fortalecendo nossa cadeia produtiva, gerando emprego e renda para nosso povo.

 

Mais Notícias de Marcio Rocha
13/08/2022  04h01

Inadimplência baixa há 18 meses

06/08/2022  01h29

A segunda chance

23/07/2022  04h54

Mapa da Pobreza mostra realidade preocupante para Sergipe

16/07/2022  04h08

O outro lado da PEC. Seria ela kamikaze mesmo?

08/07/2022  10h56

E essa PEC Kamikaze?


Blogs e Colunas
Marcio Rocha
Marcio Rocha

Marcio Rocha é jornalista formado pela UNIT e radialista formado pela UFS, especialista em jornalismo econômico e empresarial, MBA em Assessoria Executiva pela Uninter, com experiência de 20 anos na comunicação sergipana, em rádio, impresso, televisão, online e assessoria de imprensa. 

E-mail: jornalistamarciorocha@live.com

O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.