Operação Dealer
Integrante de quadrilha é preso em Aracaju por tráfico pela internet
Algumas remessas das drogas vendidas pelo grupo eram enviadas pelos Correios
Cotidiano| Por Fernanda Araujo 12/02/2019 11:40 - Atualizado em 12/02/2019 12:12

Uma pessoa foi presa em Aracaju (SE) na Operação Dealer da Polícia Federal contra o tráfico de drogas em Sergipe e outros quatro estados. Ao todo, dez mandados de prisão e dez de busca e apreensão foram cumpridos em Sergipe, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais contra uma quadrilha que usava redes sociais para comercializar entorpecentes.

Um jovem de 24 anos, que não teve o nome revelado, foi preso na manhã desta terça-feira (12), em uma residência no bairro Suissa, na Zona Sul da capital. Ele é acusado de integrar uma quadrilha que vendia drogas pela internet, através do WhatsApp. Algumas remessas das drogas vendidas pelo grupo eram enviadas pelos Correios.

Segundo a Polícia Federal, o suspeito já tinha passagem pelo sistema prisional sergipano por furto de veículos e tráfico de drogas na capital. Todos os mandados foram expedidos, a pedido da PF, pela 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

De acordo com as investigações iniciadas em abril do ano passado, os agentes federais detectaram a existência de negociações para venda de drogas em um grupo de WhatsApp. Os criminosos postavam anúncios em vídeos e fotos para fazer uma espécie de propaganda dos entorpecentes - “um mural de classificados virtual do tráfico”, diz a PF.

O grupo intermediava as transações entre outros revendedores e compradores de maconha e a maior parte de droga sintética, como MDMA, LSD e ecstasy. A organização criminosa era composta por membros que atuavam em funções distintas, entre quem comandava as ações, quem negociava e enviava as drogas.

Para identificar os criminosos, agentes federais se infiltraram no grupo do aplicativo onde a droga era negociada, com cerca de 200 participantes. A PF identificou dez que seriam de fato os traficantes e tiveram mandado de prisão decretado.

Em Sergipe, um mandado foi cumprido na capital, os demais no estado de São Paulo, nas cidades de Indaiatuba, Casa Branca, Osvaldo Cruz, Bauru e Birigui; em Florianópolis (SC), Curitiba (PR) e Divinópolis (MG). Os investigados serão indiciados pela prática de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, com penas de 3 a 15 anos de prisão e multa. 

Mais Notícias de Cotidiano
24/08/2019 07:14 Psicóloga alerta para sinais de violência sexual infantil
24/08/2019 07:01 Samu vai a shopping ensinar população a fazer reanimação cardiopulmonar
Evento que ocorre neste sábado vai ensinar técnicas de forma gratuita
23/08/2019 19:53 Edvaldo entrega obra de infraestrutura do loteamento Pantanal
23/08/2019 18:05 JF questiona obras construídas indevidamente na Praia do Saco
23/08/2019 17:45 Tribunal e Governo assinam Termo que beneficia militares reformados
Belivaldo vai encaminhar novo Projeto de Lei de subsídios na próxima semana à Alese