Sem tempo ruim: conheça o meteorologista Overland Amaral | F5 News - Sergipe Atualizado

Dia do Meteorologista
Sem tempo ruim: conheça o meteorologista Overland Amaral
O maior porta-voz desse ramo da Ciência em Sergipe conversou com o F5 News
Cotidiano | Por Ana Luísa Andrade e Emerson Esteves 14/10/2022 20h30


Mais que o homem - ou a mulher - do tempo, o meteorologista é um profissional capaz de analisar os processos químicos e físicos que definem o estado da atmosfera. Como? Por meio do estudo de dados sobre a temperatura, chuvas, umidade do ar e ventos, e da interpretação de imagens de radares e satélites.

Em 14 de outubro, nesta sexta-feira, comemora-se o Dia Nacional do Meteorologista no Brasil, em homenagem ao fato de a profissão ter sido regulamentada no país neste dia, no ano de 1980. 

Para mergulhar nessa área tão importante na nossa rotina, que em muitos casos nos ajuda a decidir se vamos sair de casa com guarda-chuva na mochila, F5 News conversou com o meteorologista Overland Amaral. 

Geógrafo formado pela Universidade Federal de Sergipe em 1984, Overland se especializou em Hidrometeorologia e há mais de 30 anos se dedica aos estudos meteorológicos em Sergipe, sendo o principal representante da área no estado, na qualidade de coordenador do Centro de Meteorologia de Sergipe, ligado à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hidricos (Semarh).

F5 News - Como surgiu seu interesse pela Meteorologia?

Overland Amaral - Meu interesse pela Meteorologia se deu especificamente por sermos nordestinos, sertanejos, e convivermos com as variações climáticas  na nossa região, especialmente no sertão, de onde sou originário. Me chamou sempre atenção o porquê de nós termos anos chuvosos e anos secos. 

O êxodo social, naquelas épocas atrás, de seca, pessoas saindo aqui do Nordeste para São Paulo e a região Sul do país para sobreviver da agricultura, de certa forma me chamou muita atenção, me motivou a conhecer as causas e como poder ajudar a todos nós, conterrâneos sertanejos e nordestinos com os dilemas de seca.

F5 News - Algum acontecimento te influenciou a seguir essa carreira?

Overland - Já jovem eu vi ser construída uma estação meteorológica no município de Nossa Senhora das Dores, e aquela estação me motivou bastante. No ano seguinte, eu entrei na faculdade de Geografia, e imediatamente assim que eu entrei, por incrível que pareça, fui fazer uma pesquisa no antigo Conselho de Desenvolvimento do Estado de Sergipe [Condese], da Secretaria de Planejamento do Governo do Estado, e lá fui convidado pra ser estagiário. Fui fazer uma pesquisa e não tinha essa intenção, me deram então a responsabilidade daquela estação lá em Nossa Senhora das Dores.

F5 News - E como se desenrolou sua trajetória na área?

Overland - Depois de ser estagiário, fui contratado pela Secretaria do Planejamento na época. Surgiu o Projeto Nordeste, em 1991, que era coordenado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia do Governo Federal, e fui convidado a participar desse projeto. Passamos um tempo nos especializando lá no Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais] em São José dos Campos. Posteriormente, eu vim construir o Centro Espacial de Sergipe, na Codise [Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe].

Segui a carreira fazendo pós-graduação em Hidrometeorologia e, consequentemente,  passando a coordenar a Meteorologia no estado de Sergipe em todos os órgãos. Desde o Centro de Meteorologia Espacial, na Seplan, e depois na Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Atualmente estou ainda como gerente da Meteorologia e Mudanças Climáticas da Serhma/Sedurb do Governo do Estado de Sergipe.

F5 News - Desde o início de sua atuação, o que mudou na Meteorologia, em aspectos tecnológicos e práticos?

Overland - A evolução na área da Meteorologia foi significativa. Inclusive me lembro do estudo de especialização que eu fiz, ainda como graduando de Geografia, sobre as interação das massas atmosféricas de circulação, superfície e as agendas da chuva do estado de Sergipe. Tive que passar um tempo no Centro de Meteorologia em Salvador, analisando todas as cartas sinóticas e imagens de satélite para identificar os principais sistemas meteorológicos nos períodos seco e chuvoso.  Tive que fazer uma equação para selecionar os anos secos e chuvosos do estado de Sergipe e analisar todas aquelas variáveis. 

Eu lembro bem que eram cartas e mais cartas desenhadas à mão e plotadas posteriormente, e depois eu tive que selecionar tudo, fazer um fotograma para poder fazer interpretação disso tudo. 

Hoje nós já temos o advento da internet, né? Dos modelos matemáticos, tudo isso dá mais facilidade e mais agilidade. Tem umas transmissões online dos dados meteorológicos, tudo isso contribuiu bastante para o desenvolvimento, avaliação e análise da Meteorologia e as previsões também.

F5 News - Qual a maior função social da Meteorologia?

Overland - A função social da Meteorologia é poder informar, incentivar diversas atividades e gerenciamento de diversas atividades, tanto no planejamento, na prevenção, como na sua execução, desde diretamente a agricultura, recursos hídricos, e o meio ambiente em si.

E as prevenções têm misto de previsão do tempo e a previsão climática. Consequentemente, temos esses aspectos que são favorecidos pelas informações das previsões meteorológicas e climáticas.

Em especial, também na previsão do tempo para a Defesa Civil, para a defesa do cidadão, para a prevenção de catástrofes e, consequentemente, os impactos sociais quando ocorrem grandes eventos, como secas ou enchentes.

F5 News - Como o senhor se sente sendo o grande porta-voz da Meteorologia em Sergipe? 

Overland - Eu acho que abracei aquilo que eu sempre quis, que me sensibilizou desde minha juventude. Me sinto como um cumpridor da minha missão, dos meus ideais e sempre querendo fazer mais na defesa e proteção de todos. É  nosso papel como servidor público sempre estar servindo e atento à defesa dos cidadãos de Sergipe.

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
reprodução/redes sociais
25/05/2024  13h28 Casal morre em acidente entre moto e carro na Rota do Sertão
Ilustrativo/Freepik
25/05/2024  11h00 A importância de manter uma boa rotina de alimentação pré-treino
Divulgação
25/05/2024  10h50 Polícia alerta sobre venda irregular de fogos de artifício; veja como denunciar
Divulgação
25/05/2024  08h00 Com o tema "De presente, o agora", CASACOR planeja 34 ambientes para edição Sergipe
reprodução/Canva
25/05/2024  08h00 Bronquiolite: conheça os sintomas e como fazer o tratamento

F5 News Copyright © 2010-2024 F5 News - Sergipe Atualizado