Setor do Turismo começa a se preparar para a alta estação em Sergipe
Empresários e governo esperam melhorar desempenho registrado nos últimos anos
Economia | Por Fernanda Araujo e Will Rodriguez 27/11/2019 14h35

Há menos de um mês para o verão, o setor de Turismo já se prepara para o período mais esperado por ser o de maior movimentação especialmente na região Nordeste. Na alta estação, os hotéis planejam programações específicas e a expectativa, segundo hoteleiros, é sempre a melhor possível. 

Em um hotel na Orla de Atalaia, cartão postal da capital sergipana, a ideia é atrair os turistas com atividades durante todo o verão, como recreação para os hóspedes todos os finais de semana. "Nos preparamos o ano todo para esse período. Do final de semana do Natal até o Carnaval, oferecemos aulas de Yoga, hidroginástica, brincadeira para as crianças, música ao vivo e cardápio diferenciado", afirma o gerente de um estabelecimento, Cristiano Alves.

Porém, para este ano, as vendas de pacotes para Sergipe estão sendo consideradas abaixo do esperado. Em comparação ao mesmo período do ano passado, hoteleiros afirmam que as reservas têm sofrido reduções significativas e culpam a falta de divulgação do destino, tanto por parte do Governo do Estado, quanto da Prefeitura de Aracaju. 

"Fica complicado porque os hotéis tem que tirar do próprio bolso para fazer investimento. Todo mês estou viajando, fazendo divulgação do destino para poder divulgar meu hotel. Não consigo vender o hotel sem antes apresentar o destino ao cliente. A gente vem investindo muito, impulsionando em redes sociais, eventos em parceria com a ABIH e com principais agentes de viagens e mercados do Brasil", relata Cristiano.

Ao invés de comprar com antecedência como em anos anteriores, a maioria de turistas também tem preferido adquirir pacotes de viagens em cima da hora, o que contribui para dificultar a programação da rede hoteleira. "Até o ano passado o cliente comprava com mais antecedência, hoje estão comprando duas ou três semanas antes, são poucos que compram com antecedência. Isso também atrapalha porque a gente faz uma previsão de vendas", afirma o gerente.

O surgimento do petróleo cru nas praias do estado nos últimos meses, segundo ele, também causou prejuízos com cancelamentos em reservas de hotéis que possuem somente perfil de lazer, além de muitos questionamentos sobre a situação por parte de turistas.

Ações

Já o Governo do Estado e a Prefeitura de Aracaju, no entanto, afirmam que ações estão sendo realizadas para incrementar a movimentação de turistas na alta estação.

A Secretaria de Turismo de Aracaju aposta na retomada das programações festivas e culturais da cidade, como o Revéillon e o Natal Iluminado, na volta do Projeto Verão anunciado para 2020, e no Forró Caju. A 37ª Corrida Cidade de Aracaju é um evento esportivo que também está consolidado nacionalmente e promete trazer participantes. 

Além disso, as obras em execução na capital, com entregas previstas para 2020, segundo o Município, devem melhorar a imagem do destino diante dos visitantes, operadores e analistas do setor do turismo, a exemplo das obras de pavimentação e esgotamento na Orla da Atalaia, cartão postal de Aracaju, e recapeamento dos principais corredores da cidade.

Entre as obras, estão a reforma do Parque da Sementeira, a revitalização já concluída da Orla Pôr do Sol, a conclusão do Centro de Convenção de Sergipe, pelo Governo do Estado, impulso para o turismo de eventos na cidade, e a reforma da Orla do Bairro Industrial, outro cartão postal da cidade, que terá investimento de R$ 2 milhões e prazo previsto de execução de 240 dias. Segundo a Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju (SEMICT), o município continuará dando apoio a eventos na capital e na participação nas feiras de turismo fora do estado.

“Temos ótimas perspectivas para o turismo a partir do que está sendo construído em conjunto com o trade turístico e o governo do Estado, parceiros com os quais temos dialogado bastante. O prefeito Edvaldo Nogueira recriou o Comtur, onde o futuro do turismo é discutido, tem melhorado a cidade para os seus moradores e para os turistas; está empenhado em devolver à cidade um calendário festivo para que todos possam ter tranquilidade para se programar. Praticamente a cada semana o prefeito anuncia obras que mexem com a cidade e criam impacto positivo para o turismo, por isso estamos otimistas: teremos um ótimo 2020”, acredita o secretário Marlysson Magalhães.

Ainda segundo a prefeitura de Aracaju, a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH/SE) tem uma programação própria de famtours, bem como o Sebrae/SE, através do programa Investe Turismo, e a PMA também atua em parceria para divulgação do destino fora do estado.

Ações também já estão sendo desenvolvidas para o período através do Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Aracaju e a ABIH. Um convênio com a operadora de turismo CVC resultou na inclusão do destino Sergipe na programação de vendas de pacotes de viagens, iniciativa que, segundo o secretário Sales Neto, tem dado bons resultados com as vendas e movimentação na rede hoteleira.

"Com o feriado do dia 15 houve ocupação de 95%, segundo dados da ABIH. Esse final de semana passado também teve movimentação muito forte na hotelaria. E no verão promete ser bastante quente em ocupação turística. Vamos ter diversos eventos na cidade [como o Fest Verão] que começam em dezembro e vão se prolongar por janeiro e fevereiro. O Governo está reforçando e contribuindo com todos esses eventos, e entendemos que são grandes chamarizes de turistas para o estado", ressalta Sales Neto.

A ampliação da malha aérea também deve contribuir para o turismo. Com novos voos incluídos desde outubro, após o anúncio de redução de ICMS do querosene da aviação, houve acréscimo de passageiros para a capital. A demanda no Aeroporto Santa Maria, segundo a pasta municipal, aumentou em mais de 12 mil passageiros por mês. 

Dados da Infraero apontam que, em agosto, o número de passageiros era de 81.997, em setembro caiu para 77.645 e em outubro teve 89.742 passageiros em 1.242 voos, e a tendência para dezembro é subir. A previsão é que neste mês haja voos diretos vindos de Belo Horizonte e de Campinas.

"Já existe proposta de companhias para que em dezembro entrem outros voos na alta temporada, além destes que estão com ocupação de 90%, segundo a Infraero. Hoje o voo de Salvador/Aracaju com a Azul vai e volta todos os dias praticamente lotado. Temos uma série de voos novos que estão chegando de São Paulo e outros estados. Se conseguirmos manter essa taxa, dificilmente as companhias irão tirar voos. Temos tudo pra bater todas as metas de aumento de passageiros para Sergipe", afirma Sales Neto.

F5 News consultou a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH/SE) para saber como estão as expectativas e as reservas para o período da alta estação. Segundo a assessoria, a Associação ainda realiza o levantamento dos dados. 

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Economia
Redução do ICMS para o GNV passa a valer em março 2020
12/12/2019  16h34 Redução do ICMS para o GNV passa a valer em março 2020
Foto: Marcello Júnior/ Agência Brasil
12/12/2019  16h06 Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
Foto: AAN/Reprodução
12/12/2019  15h12 Fundat anuncia oferta vaga de emprego para mecânico
Mais de 90 mil passageiros devem passar pelo aeroporto. Foto: André Moreira/cedida ao F5
12/12/2019  10h05 Fluxo de passageiros deve crescer 27% no Aeroporto de Aracaju
Foto: Agência Sergipe Notícias
12/12/2019  09h43 Vendas do varejo sergipano cresceram 2,7% em outubro