Aracaju
Polícia Civil continua investigação sobre gatos mortos na Sementeira
Oitiva foi realizada com ativistas de ONG que suspeitam de ação criminosa
Cotidiano | Por Fernanda Araujo 14/02/2020 13h06

A Delegacia do Meio Ambiente dá continuidade às investigações sobre os gatos e outros animais encontrados mortos no Parque Governador Augusto Franco (Sementeira) em Aracaju (SE), para apontar as circunstâncias e identificar possíveis responsáveis. Em oitiva realizada nesta sexta-feira (14), duas ativistas de uma ONG que atende os animais no local prestaram depoimento.

O caso foi registrado no último dia 7 e chamou a atenção quando 15 gatos, um saruê fêmea e um pato foram encontrados mortos na área do parque, que é aberto. Segundo representantes do projeto Manjedoura, existe a suspeita de ação criminosa, em que cães tenham caçado e matado os animais depois de supostamente terem sido treinados por possíveis frequentadores do parque, que estariam incomodados com os gatos no local ou para atingir os protetores de animais.

Um Boletim de Ocorrência foi feito na segunda-feira (10) e, segundo informou a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), que administra o espaço, seis cachorros foram vistos no local por um funcionário no momento em que estavam atacando o último gato. Logo após, os cachorros ficaram repousando embaixo de uma árvore e foram afastados do parque. Ainda não há a confirmação de que houve premeditação. Um termo circunstanciado foi instaurado e, havendo comprovação, o autor pode ser indiciado por crime de maus tratos. A expectativa é de que a investigação seja concluída em 15 dias. 

Para a ONG, provavelmente os cães não devem ser de rua. "A gente não pode afirmar ainda, mas acontece que eles sempre aparecem em matilhas e em horários em que o parque está fechado, de madrugada. Muita gente da ONG mora na redondeza e já teve caso de descer na madrugada para espantar os cães. Não é que estejamos acusando os cães, porque eles são tão inocentes quanto os gatos que morreram, mas a gente imagina que deliberadamente existe essa tentativa de esvaziar o parque", afirma a voluntária do projeto Luciana Ribeiro.

Cães foram vistos no Parque pelo dia e um mutirão foi realizado pela ONG para tentar resgatá-los e acolhê-los. Porém, eles não foram mais encontrados no local. "Acreditamos que, se fossem de rua, eles permaneceriam pela região. Normalmente, os cães de rua convivem naturalmente com gatos de rua", diz Luciana. A ONG calcula que existam cerca de 80 gatos no espaço, mas esse número pode ser maior, segundo ela, tendo em vista o aparecimento constante desses animais na área.

Assim como outros protetores, Luciana Ribeiro lembra que essa não é a primeira vez que gatos são encontrados mortos no espaço e que há anos ocorreu de cães serem levados ao parque para atacar os gatos em situação de abandono. Além disso, houve um caso de envenenamento e protetores já foram agredidos verbalmente por estarem alimentando os animais. Em um dos episódios, verificou-se o envolvimento de um funcionário, que foi responsabilizado. 

"São situações ao longo dos anos que simplesmente são negligenciadas, muitas vezes param num boletim de ocorrência e a gente precisa que o poder público atente que ali é um Parque onde tem corujas, patos e outros animais. Exterminar a qualquer custo não é o caminho. O caminho é a proteção, a castração e a conscientização contra o abandono. Precisa de políticas públicas para conseguir proteger tanto esses cães, quanto os gatos", completa Luciana.
 

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Cotidiano
Vias em obras continuam com interdições no trânsito nesta sexta
27/02/2020  20h36 Vias em obras continuam com interdições no trânsito nesta sexta
Conta de água ficará mais cara a partir de março
27/02/2020  18h44 Conta de água ficará mais cara a partir de março
Bombeiros de SE registram 127 ocorrências no período carnavalesco
27/02/2020  18h40 Bombeiros de SE registram 127 ocorrências no período carnavalesco
Foto: ASN/Reprodução
27/02/2020  18h31 Governo atualiza informações sobre o Covid-19 em Coletiva de Imprensa
Foto: Valter Sobrinho/SES/Reprodução
27/02/2020  18h25 Secretário reúne rede hospitalar para atualizar protocolo do Coronavírus