"O Podemos buscará o protagonismo", assegura Danielle Garcia | Joedson Telles | F5 News - Sergipe Atualizado

"O Podemos buscará o protagonismo", assegura Danielle Garcia
Blogs e Colunas | Joedson Telles 25/07/2021 08h46

Provocada se o Podemos tentará formar e liderar um bloco político para disputar as eleições 2022 ou se estará no grupo liderado pelo senador Alessandro Vieira, do Cidadania, a presidente da legenda em Sergipe, a delegada Danielle Garcia, assegura, neste domingo, dia 25, que "o Podemos buscará o protagonismo". A delegada afirma ainda que Alessandro está no Cidadania, comandado o partido em Sergipe e buscando o espaço que também é legítimo. "Assim como nós estamos fazendo no Podemos. A missão que recebi e vou desempenhar com todo o afinco é dar protagonismo ao Podemos em nosso Estado", diz. 

O que a motivou trocar o Cidadania pelo Podemos? O desafio de comandar um partido político?

Eu sempre busquei construir a minha própria história. Sempre foi assim na polícia, e, do mesmo modo, eu desejava fazer na política. Quando fui procurada pelo Podemos, um partido independente e que defende pautas semelhantes as minhas, começamos um diálogo respeitoso e honesto. Atualmente, o partido não possui uma estrutura considerável no estado, mas a minha missão é torná-lo forte para a disputa do próximo ano. Chegamos para buscar construir um projeto que traga, acima de tudo, esperança a todos os sergipanos.

Como foram as conversas com a Direção Nacional do Podemos? O que o partido espera com essa mudança de comando? Ter um representante da política de Sergipe em Brasília?

O primeiro contato surgiu do próprio partido, através do secretário nacional e coordenador regional Adriano Stefanni. Ele me procurou com a intenção de trazer um nome que agregasse na expansão do partido no estado. Logo após, fui convidada a ir a Brasília para me reunir com a presidente nacional do Podemos, a deputada federal Renata Abreu. Depois das tratativas, tanto comigo, quanto com o presidente anterior do diretório estadual, firmamos um compromisso de dar protagonismo ao partido no estado, inclusive com candidaturas majoritárias. Com isso, temos uma mudança de posicionamento do Podemos aqui em Sergipe, que passa a fazer parte do bloco de oposição. Estamos trabalhando desde já para construir quadros partidários que sejam competitivos e alinhados com as diretrizes podemistas.

Sob o seu comando, o Podemos tentará formar e liderar um bloco político para disputar as eleições 2022 ou se somará ao grupo liderado pelo senador Alessandro Vieira, do Cidadania?

O Podemos vai buscar o seu protagonismo, através do diálogo com os mais diversos setores da sociedade que estejam em sintonia conosco. A minha intenção ao chegar à presidência do Diretório Estadual do partido é somar com aqueles que querem construir uma alternativa viável para um estado que se encontra, muitas vezes, em posições vergonhosas na educação, na geração de emprego, na segurança e tantas outras áreas. Sou oposição, mas não por um projeto de poder. Sou oposição por pensar que quem ocupa o Governo do Estado não está fazendo bem a Sergipe e ao nosso povo.

Nas entrevistas que a senhora concedeu, na semana passada, deixou claro sua intenção de disputar a eleição 2022 para o Legislativo. Isso foi acertado com a Direção Nacional do Podemos? O Governo do Estado está em segundo plano?

A executiva nacional do partido me deu total liberdade para tomar essa decisão. Inclusive, a presidente Renata disse que me apoiaria qualquer que fosse a minha escolha. O que tenho feito é escutar aqueles que realmente importam, os eleitores e apoiadores. Não posso tomar decisão alguma pensando apenas na minha vontade, eu preciso ouvir a quem eu desejo representar.

A senhora acredita que o êxito ou o desgaste do mandato do senador Alessandro Vieira terá influência no seu projeto político ou a sua ida para o Podemos deve "descolar" sua imagem da dele?

Alessandro tem o mandato dele e é responsável por ele. Eu não posso interferir nas escolhas de qualquer político eleito. Estou de acordo com ele em algumas posições e discordo em outras, o que é absolutamente normal e faz parte do jogo democrático. Além disso, ele está no Cidadania, comandado o partido em Sergipe e buscando o espaço que também é legítimo, assim como nós estamos fazendo no Podemos. A missão que recebi e vou desempenhar com todo o afinco é dar protagonismo ao Podemos em nosso Estado.

Como a senhora espera atrair bons quadros para este novo Podemos?

Desde que a minha vinda para o Podemos foi anunciada, já recebi diversas mensagens, ligações e contatos de pessoas interessadas em aderir ao nosso projeto. A partir de agora, quero caminhar pelos 75 municípios sergipanos, conhecer ainda mais a realidade de cada região e conversar com pessoas que estejam dispostas a caminhar conosco. O trabalho será grande, mas são esses desafios que me movem.

O eleitor deve esperar a mesma Danielle Garcia das eleições 2020? O que mudou?

Não existem duas Danielles! Da minha parte, podem esperar sempre verdade e compromisso, e agora um pouco mais de experiência política.

Como avalia o governo Bolsonaro, sobretudo a forma que lida com a pandemia?

Acredito que erros e acertos ocorreram em todas as esferas da República. Não dá para imputar falhas apenas a um dos atores, pois houve erros de parte a parte. Uma estratégia de atuação bem definida, agilidade nas decisões e controle rigoroso dos gastos públicos poderiam ter auxiliado muito o processo de enfrentamento da pandemia.

Mais Notícias de Joedson Telles
12/09/2021  08h42 "Vou para vencer", afirma Valmir de Francisquinho sobre 2022
22/08/2021  08h03 "Valmir é o melhor político de Sergipe", diz Adailton Sousa
Washington: há enorme desafio de superar o nível de descrédito dos políticos
08/08/2021  08h32 Washington: há enorme desafio de superar o nível de descrédito dos políticos
04/07/2021  10h01 "Bolsonaro continua praticando genocídio contra os brasileiros", diz deputado
Prefeito quer Rogério disputando o governo e Jackson a Câmara Federal
06/06/2021  09h03 Prefeito quer Rogério disputando o governo e Jackson a Câmara Federal

Blogs e Colunas
Joedson Telles
Joedson Telles

Joedson Telles é um jornalista sergipano formado pela Universidade Federal de Sergipe e especializado em política. Exerceu a função de repórter nos jornais Cinform, Correio de Sergipe e Jornal da Cidade. Fundou e edita, há nove anos, o site Universo Político e é colunista político do site F5 News.

E-mail: joedsontelles@gmail.com

O conteúdo e opiniões expressas neste espaço são de responsabilidade exclusiva do seu autor e não representam a opinião deste site.